Informação orgânica: recurso estratégico para tomada de decisão pelos membros do conselho de administração da UEL

Elizabeth Leao de Carvalho, Rose Mary Juliano Longo

Resumo


Avalia se o uso das informações orgânicas (administrativas) pelos membros do Conselho de Administração da UEL se apresenta consoante com as diretrizes estratégicas da instituição. Apresenta a necessidade informacional desse conselho; os tipos de documentos consultados para subsidiar suas decisões; seu acesso; os tipos de documentos considerados imprescindíveis e os já existentes nos arquivos consultados. Identifica como principais características do processo decisório na UEL: a consonância entre o uso das informações orgânicas e as diretrizes da UEL; a falta de informações para subsidiar as tomadas de decisão; que os documentos considerados imprescindíveis são aqueles gerados, recebidos e enviados no âmbito da organização; e a inexistência de padrões arquivísticos no tratamento desses documentos. Sugere a implantação de uma política de gestão de informações para a UEL, subsidiada por uma política de gestão documental.

Palavras-chave


Informação Orgânica; Tomada de decisão; Política de Gestão de Informação; Universidade Estadual de Londrina

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2002v7n2p113



  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional