Unidades de Pesquisas para o Desenvolvimento Social: análise das atividades do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia e do Observatório Nacional

Diego Salcedo

Resumo


Introdução: Pressupõe que a relação entre a produção científica e a sociedade necessita de constante processo de retro-alimentação. Leva em conta o importante papel sócio-científico do Governo Federal brasileiro ao incentivar e avaliar, de forma constante, as ações e os financiamentos das Unidades de Pesquisa. Objetivo: Propõe estabelecer uma relação entre as orientações do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação voltadas ao desenvolvimento social e as atividades de duas Unidades de Pesquisa, a saber: Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia e o Observatório Nacional. Metodologia: Utiliza como procedimentos metodológicos a identificação, descrição e análise, tanto por meio de revisão bibliográfica, quanto dos conteúdos disponibilizados nas páginas eletrônicas dessas Unidades de Pesquisa. Resultados: Ao considerar os parâmetros expressos na Ação Estratégica IV, intitulada “Ciência, Tecnologia e Inovação para o Desenvolvimento da Sociedade”, foi observado que essa ação, em particular, visa disponibilizar para a sociedade, a partir das ações das Unidades de Pesquisa, projetos e programas voltados ao desenvolvimento social. Conclusões: Verificou que, apesar de existir comunicação e certa concordância efetiva entre os órgãos envolvidos, algumas demandas sociais não são cumpridas, particularmente, no que diz respeito as metas de popularização e disseminação das informações científicas e tecnológicas.


Palavras-chave


Produção Científica. Comunicação Científica

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2014v19n1p76



  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional