Autoria na redação científica

Marcelo Krokoscz

Resumo


Introdução: O texto apresenta uma análise ensaística sobre as possíveis modalidades de autoria a partir de sua definição e reflete sobre a complexidade e necessidade de busca de critérios de atribuição de autoria.

Objetivos: O trabalho visa discutir alguns aspectos importantes e necessários relacionados à concepção de autoria científica. Consequentemente, esta tarefa requer: identificar e analisar a definição de autoria; reconhecer e debater alguns aspectos e critérios compartilhados pela academia em relação à autoria.

Metodologia: A reflexão é contextualizada bibliograficamente com algumas ideias de outros autores sobre o assunto, ao mesmo tempo em que procura contribuir com algumas pistas e propostas de discussão relacionadas ao tema as quais visam fomentar o debate e aprofundar a compreensão sobre a autoria científica.

Resultados: O trabalho sistematiza o conceito de autoria e apresenta a ideia de “catavento autoral”. Destaca a complexidade dos fatores envolvidos no estabelecimento da autoria científica, seja do ponto de vista da inexistência de consensos sobre os critérios que definem a autoria de um trabalho, bem como em relação às demandas e pressões pelo produtivismo das publicações. A partir disto, apresenta dois esquemas/modelos de autoria.

Conclusões: a atribuição e reconhecimento da autoria científica ainda é uma condição que depende muito mais de princípios éticos dos próprios autores do que das regras e das convenções instituídas.


Palavras-chave


Autoria. Redação científica. Plágio. Ética.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2015v20n1p319



  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional