Álbuns fotográficos digitais: organização, representação e preservação da herança cultural

Ana Carolina Simionato, Maria Lígia Triques, Samanta do Prado, Amanda Azevedo dos Santos, José Lotúmolo Junior

Resumo


Introdução: Os avanços tecnológicos para o campo fotográfico trouxeram além de novas formas de composição, possibilidades para conexões entre indivíduos e suas vivências familiares ou individuais, desempenhando um papel importante no registro e na perpetuação da memória.

Objetivo: Objetiva-se a divulgar o uso de ferramentas para a composição de álbuns digitais com base nos princípios de organização e representação.

Metodologia: Apresenta uma pesquisa teórica e aplicada, qualitativa, a partir de uma revisão bibliográfica e de nível exploratório.

Resultados: Os álbuns digitais são ferramentas que os próprios usuários podem realizar os processos de organização e representação de imagens digitais, e auxiliam na preservação da herança cultural familiar.

Conclusões: Considera-se que os processos de tratamento informacional, por meio dos dados EXIF e de uma organização, as recordações e memórias familiares podem ser preservadas, e utilizadas em outros tipos acervos de arquivos, bibliotecas e museus, considerando a pesquisa no seu escopo social para famílias e comunidades.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2317-4390.2017v6n1p04

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

Inf. Prof.

Londrina/PR - Brasil
ISSN: 2317-4390 (versão online)

DOI: 10.5433/2317-4390

infoprof@uel.br

 


 
Esta obra está licenciada com uma licença Creative Commons Atribuição-Não comercial 4.0 Internacional.