Interferência da autoimagem do bibliotecário escolar na mediação da informação

João Arlindo Santos Neto, Tatiane de Fatima Farina

Resumo


Introdução: Analisa a autoimagem do bibliotecário escolar das escolas particulares e públicas de Londrina. Discute os termos autoimagem, imagem e autoestima no contexto do profissional da informação.

Objetivos: Investiga se a autoimagem dos bibliotecários escolares interfere na mediação da informação e verifica como essa interferência ocorre nos processos e nas práticas informacionais.

 

Metodologia: Apresenta uma pesquisa qualitativa de caráter descritivo, a partir de uma revisão bibliográfica e, também, exploratória. Utiliza a pesquisa de campo como método e o questionário com questões abertas e fechadas para coleta de dados.

Resultados: Constata que os bibliotecários escolares são influenciados em suas ações pela autoimagem, bem como outros fatores interferem na mediação, como a imagem e a autoestima do profissional.

Conclusões: Conclui que a autoimagem do bibliotecário escolar interfere na mediação da informação. A imagem do bibliotecário, por sua vez, também é construída a partir de seus atos mediativos e a autoestima do bibliotecário contribui para a construção de sua imagem profissional.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2317-4390.2016v5n1p26

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Inf. Prof.

Londrina/PR - Brasil
ISSN: 2317-4390 (versão online)

DOI: 10.5433/2317-4390

infoprof@uel.br

 


 
Esta obra está licenciada com uma licença Creative Commons Atribuição-Não comercial 4.0 Internacional.