A contribuição da organização do conhecimento para a interoperabilidade semântica: alternativas para repositórios institucionais; La contribución de la organización del conocimiento para la interoperabilidad semántica: alternativas para los repositorios

Morgana Carneiro de Andrade, Brígida Maria Nogueira Cervantes

Resumo


Introdução: Os repositórios institucionais tornam-se relevantes para as instituições de pesquisa e ensino por reunirem o conhecimento produzido em um único local, facilitando a gestão da produção intelectual e a sua socialização. Entretanto, como pré-requisito para cumprir esse papel, é necessário que exista interoperabilidade semântica, não só entre os repositórios como em relação a outros serviços de informação.

Objetivo: Analisar o elemento de metadado Subject do Dublin Core (dc.subject), sob a perspectiva da organização do conhecimento para fornecer subsídios para Repositórios Institucionais.

Metodologia: Pesquisa documental e descritiva, com abordagem quali-quantitativa, empregando o método de estudos de casos múltiplos. Para a coleta de dados, foram utilizadas uma planilha como roteiro de pesquisa, que orientou a identificação das informações registradas nos sites dos repositórios selecionados, e o questionário eletrônico EncuestaFacil.

Resultados: Identificou-se que o padrão de metadados usado pela totalidade desses repositórios é o Dublin Core. Apontou para alguns fatores, como a falta de controle de vocabulário na maioria dos repositórios - que poderia ser evitada com a disponibilização de instrumentos que facilitam a identificação de descritores pelos depositantes; o baixo índice de descritores traduzidos para o inglês e a ausência de exposição de vocabulários controlados e de esquemas de classificação.

Conclusões: Conclui-se que o panorama atual apresentado pelos repositórios institucionais nacionais necessita de um alinhamento com iniciativas internacionais em prol da interoperabilidade semântica.  É essencial que os procedimentos adotados por gestores e pelo pessoal envolvido com os RIs sigam boas práticas em relação aos metadados e à Organização do Conhecimento.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2317-4390.2012v1n1/2p151

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Inf. Prof.

Londrina/PR - Brasil
ISSN: 2317-4390 (versão online)

DOI: 10.5433/2317-4390

infoprof@uel.br

 


 
Esta obra está licenciada com uma licença Creative Commons Atribuição-Não comercial 4.0 Internacional.