Juventude e contracultura: investigações sobre a consciência histórica de alunos da rede pública e privada

Ruhama Sabião

Resumo


Ao longo do século XX, com a chamada “Revolução Cultural”, as relações familiares, as concepções de valores sociais e morais, passam por uma transformação, começando a se destacar também as diferenças entre os adultos e os jovens. Pensando nisso, esse trabalho objetivou investigar a consciência histórica de alunos da rede pública e privada sobre juventude e contracultura, elaborando, posteriormente, um material didático acerca da temática. Para isso, foi aplicado um questionário comum aos alunos das duas redes de ensino, procurando analisar também as semelhanças e dissonâncias entre eles. Dentre muitas respostas, destaca-se que os alunos não se veem como sujeitos ativos em assuntos políticos, culturais e sociais, com responsabilidade sobre questões do presente. A expectativa foi que através das leituras historiográficas, fontes e documentos apresentados, os alunos ampliassem sua visão de mundo sobre o que é ser jovem, assumindo uma identidade e percebendo-se como agentes transformadores do lugar onde vivem.


Palavras-chave


Identidade; Juventude; Consciência histórica; Didática da História.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2238-3018.2019v25n2p347

Apontamentos

  • Não há apontamentos.