Livro Didático e Imagens: uma análise no Instituto Federal do Maranhão

Delcineide Ferreira Segadilha, David Silva Dias

Resumo


O presente artigo traz como objetivo: analisar o uso de representações iconográficas no livro didático do Terceiro Ano do Ensino Médio dos Cursos de Informática e Comunicação Visual do Instituto Federal do Maranhão, assim como, algumas percepções dos/as estudantes acerca do livro didático e da imagem. A pesquisa se constituiu de dois momentos: inicialmente uma análise de algumas imagens contidas no livro didático e posteriormente a aplicação de um questionário com as referidas turmas. Situamo-nos na dimensão da Historia Cultural; domínio do ensino de História; e campo temático do livro didático e imagem. Teoricamente nos apoiamos em Rüsen (1997, 2006), Burke (2004), Bittencourt (2008) e Ströher (2012), referências que analisam o livro didático e a importância da imagem como fonte histórica. Como resultados, verificamos sensível mudança na apresentação das temáticas históricas a contemplar “minorias” silenciadas nos livros didáticos de História, contudo, ainda a permanência, de modo contundente, de representações esteriotipadas de agentes históricos, a exemplo dos negros. Constatamos ainda, pelas respostas dos questionários aplicados aos/às estudantes, que a noção de Didática da História não se faz presente de maneira perceptível no fazer docente nas aulas de História, dificultando a conexão história, vida prática e aprendizado e, anulando a perspectiva de construção de uma consciência histórica.


Palavras-chave


Livro didático; Imagens; Ensino de História.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2238-3018.2018v24n2p107

Apontamentos

  • Não há apontamentos.