Cidadania, democracia e saber escolar na legislação do Ensino Médio no Brasil

Mauro Cezar Coelho, Rafael da Silva Saldanha

Resumo


Este artigo caracteriza os constrangimentos epistemológicos do discurso constituído a partir das afirmações que acionam as categorias cidadania e democracia na Legislação Educacional. O aporte teórico-metodológico utilizado na investigação articulou o conceito de saber escolar, de Ana Maria Monteiro, o qual trouxe à luz a topografia da epistemologia dos saberes escolares; e o conceito de dialogia, de Mikhail Bakhtin, que permitiu apreender os sentidos das afirmações que incidem sobre estes saberes. A análise revelou que as afirmações relacionadas às categorias cidadania e democracia informam um conjunto de valores específicos que, forjados pela sociedade brasileira, redimensionam o espaço ocupado e reconfiguram o papel desempenhado pelos saberes acadêmicos específicos que servem de referência às disciplinas.

Palavras-chave


Saber escolar; Legislação educacional; Cidadania e democracia

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2238-3018.2019v25n2p59

Apontamentos

  • Não há apontamentos.