História indígena no período republicano e os livros didáticos de História: uma reflexão necessária

André Luis Bertelli Duarte, Felipe Cesar Peres Tedeschi

Resumo


O ensino da história e cultura dos povos indígenas no Brasil vivenciou avanços significativos nos últimos anos impulsionados, sobretudo, pela sua obrigatoriedade definida pela lei 11.645/08. É inegável que esforços têm sido direcionados por professores e demais envolvidos na educação básica no sentido de oferecer um ensino de qualidade que seja capaz de responder ao desafio da educação para o exercício da diversidade em sua relação com os povos indígenas. Alguns desafios, entretanto, ainda se projetam no horizonte destes profissionais. Neste artigo discutimos especificamente a importância da superação de uma “lacuna” existente nos materiais didáticos de história destinados, atualmente, ao público do ensino fundamental, a saber, a pouca ênfase dada aos processos históricos engendrados no período republicano brasileiro que envolvem as diversas etnias indígenas. Sem o enfrentamento destas questões, o ensino da história e cultura destes povos em nossas escolas não conseguirá dimensionar e problematizar as suas diversas demandas históricas e contemporâneas. 

 

Palavras-chave: Povos indígenas brasileiros. República. Livros didáticos. História.


Palavras-chave


Ensino de história; Livro didático; Povos indígenas; Brasil republicano

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2238-3018.2017v23n2p85

Apontamentos

  • Não há apontamentos.