As concepções de professores do ensino fundamental II sobre a idade média: uma análise sob a ótica da educação histórica

Max Lanio Martins Pina, Janaína Bernardes Silva

Resumo


As reflexões contidas neste artigo referem-se a uma investigação realizada com professores que atuam nos anos finais do Ensino Fundamental com a disciplina de História, cujo objetivo é analisar e compreender suas concepções em relação ao conceito de Idade Média que é ministrado nessa fase da educação básica. Além das percepções, busca-se o entendimento da relevância desse conteúdo, assim como a forma que ele é abordado, quais recursos ou linguagens são utilizados didaticamente para realizar o seu ensino em sala de aula. Por fim, buscou-se investigar se os docentes acreditam na capacidade de compreensão dos estudantes em relação à temática medieval. Para realização da pesquisa contou-se com o auxílio dos conceitos e do método utilizado na Educação Histórica, que consiste na aplicação de um instrumental de cognição situado em história, com a finalidade de se obter as narrativas dos professores para em seguida classificá-las em categorias visando sua compreensão. Neste sentido, foi aplicado um questionário contendo 5 questões, as quais foram respondidas por 13 professores vinculados a rede pública municipal de Porangatu, Goiás. A investigação se respaldou nos seguintes pesquisadores: Barca (2000 a 2012), Germinari (2011), Castex (2008), Cainelli (2008 e 2012), Saddi (2011), Rüsen (2001 e 2007) e Silva (2011 e 2012), os quais são expoentes da linha de investigação da Educação Histórica na Europa e no Brasil.

 

Palavras-chave: Concepções de Professores. Idade Média. Ideias Históricas. Educação Histórica.


Palavras-chave


Concepções de Professores. Idade Média. Ideias Históricas. Educação Histórica.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2238-3018.2017v23n2p109

Apontamentos

  • Não há apontamentos.