Ensino de História e orientação sexual: Uma reflexão sobre sexualidades na escola a partir de contribuições da Psicologia Social e da Teoria Queer

Giovani José da Silva, Jaime de Sousa Silva

Resumo


Os Parâmetros Curriculares Nacionais, ou PCN, foram lançados no final da década de 1990 pelo Ministério da Educação, como um conjunto de diretrizes para a elaboração de matrizes curriculares. Passados quase vinte anos de seu lançamento, pode-se afirmar que, efetivamente, os PCN não tiveram maior repercussão no ambiente escolar brasileiro. Apesar disso, reflexões sobre os temas transversais, especialmente o de Orientação sexual, se fazem necessárias, tendo em vista as recentes discussões e os embates sobre sexualidades e gênero nas escolas. O objetivo do artigo é, portanto, apresentar contribuições da Psicologia Social e da teoria Queer para se pensar o tema das sexualidades na Educação, sobretudo no Ensino de História, tomando como ponto de partida os Parâmetros Curriculares Nacionais e seus Temas transversais.


Palavras-chave


Ensino de História. Orientação sexual. PCN. Psicologia Social. Teoria Queer.

Texto completo:

PDF

Referências


ABUD, K. M. A História nossa de cada dia: saber escolar e saber acadêmico na sala de aula. In: MONTEIRO, A. M.; GASPARELLO, A. M.; MAGALHÃES, M. de S. (Org.). Ensino de História: sujeitos, saberes e práticas. Rio de Janeiro: Mauad X/ Faperj, 2007. p. 107-117.

AQUINO, C.; MARTELLI, A. C. Escola e educação sexual: uma relação necessária. In: ANAIS ANPED - Seminário de Pesquisa em Educação da Região Sul, 9, 2012, Caxias do Sul. Caxias do Sul, 2012. Disponível em: http://www.portalanpedsul.com.br/admin/uploads/2012/Genero,_Sexualidade_e _Educacao/Trabalho/12_40_16_1105-7444-1-P> . Acesso em: 12 ago. 2015.

ARIÈS, P.; BÉJIN, A. (Org.). Sexualidades ocidentais. Tradução de Lygia Araújo Watanabe; Thereza Christina Ferreira Stummer. São Paulo: Brasiliense, 1985. 254 p.

BÉJIN, A. Crepúsculo dos psicanalistas, manhã dos sexólogos. In: ARIÈS, Philippe; BÉJIN, A. (Org.). Sexualidades ocidentais. Trad. Lygia Araújo Watanabe; Thereza Christina Ferreira Stummer. São Paulo: Brasiliense, 1985. p. 210-235.

BEZERRA, H. G. Ensino de História: conteúdos e conceitos básicos. In: KARNAL, Leandro (Org.). História na sala de aula: conceitos, práticas e propostas. São Paulo: Contexto, 2003, p. 37-48.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Pluralidade Cultural, Orientação Sexual. Brasília: MEC/ SEF, 1997. 164 p.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Terceiro e Quarto Ciclos do Ensino Fundamental. Temas transversais. Brasília, MEC/ SEF, 1998. 436 p.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Média e Tecnológica. Parâmetros Curriculares Nacionais 1. Ensino Médio. Bases legais. Brasília: Ministério da Educação/ Secretaria de Educação Média e Tecnológica, 1999. 188 p.

BUTLER, J. Problemas de gênero: feminismo e subversão da identidade. Trad. Renato Aguiar. 8. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2015a. 287 p.

BUTLER, J.Relatar a si mesmo. Trad. Rogério Bettoni. Belo Horizonte: Autêntica, 2015b. 200 p.

CASTRO, M. G.; ABRAMOVAY, M.; SILVA, L. B. da. Juventudes e sexualidade. Brasília: Unesco, 2004. 426 p.

COSTA, R. P. da. Os onze sexos: as múltiplas faces da sexualidade humana. São Paulo: Gente, 1994. 207 p.

CURY, C. R. J. Os Parâmetros Curriculares Nacionais e o Ensino Fundamental. In: BARRETTO, Elba Siqueira de Sá (Org.). Os currículos do Ensino Fundamental para as escolas brasileiras. 2 ed. Campinas/ São Paulo: Autores Associados/ Fundação Carlos Chagas, 2000. p. 233-259.

DEL PRIORE, M. História do amor no Brasil. 3. ed. São Paulo: Contexto, 2013. 330 p.

DEL PRIORE, M. Histórias íntimas: sexualidade e erotismo na história do Brasil. São Paulo: Planeta do Brasil, 2011. 254 p.

DIWAN, P. Corpo. In: PINSKY, C. B. (Org.). Novos temas nas aulas de história. São Paulo: Contexto, 2009. p. 119-134.

DOUGLAS, M. Pureza e perigo. Trad. Monica Siqueira Leite de Barros. 2. ed. São Paulo: Perspectiva, 2010. 232 p.

DUARTE, R. de G. Sexo, sexualidade e doenças sexualmente transmissíveis. 2 ed. São Paulo: Moderna, 2005. 168 p.

FÁVERO, M. H. Psicologia do Gênero: psicobiografia, sociocultura transformações. Curitiba: UFPR, 2010. 435 p.

FIGUEIRÓ, M. N. D. Educação sexual: como ensinar no espaço da escola. Linhas, v. 7, n. 1, p. 1-21, 2006.

FOUCAULT, M. História da sexualidade 1: a vontade de saber. Trad. Maria Thereza de Costa Albuquerque; J. A. Guilhon Albuquerque. Rio de Janeiro/ São Paulo: Paz e Terra, 2014. 175 p.

FOUCAULT, M. História da sexualidade 2: o uso dos prazeres. Trad. Maria Thereza de Costa Albuquerque. 5.ed. Rio de Janeiro: Graal, 1988. 232 p.

FOUCAULT, M. História da sexualidade III: o cuidado de si. Trad. Maria Thereza de Costa Albuquerque. 3. ed. Rio de Janeiro, Graal, 1985. 246 p.

FREITAS, M. de A. Lúpus, HIV/AIDS e doenças de chagas: aspectos psicológicos, culturais e demográficos. Belo Horizonte: Usina do livro, 2014. 94 p.

FURLANI, J. Educação sexual: possibilidades didáticas. In: LOURO, G. L.; FELIPE, J.; GOELLNER, S. V. (Org.). Corpo, gênero e sexualidade: um debate contemporâneo na educação. 9 ed. Petrópolis: Vozes, 2013. p. 67-81.

LANE, S. T. M. O que é Psicologia Social. 22. ed. São Paulo: Brasiliense, 1994. 87 p.

LOURO, G. L.; FELIPE, J.; GOELLNER, S. V. (Org.). Corpo, gênero e sexualidade: um debate contemporâneo na educação. 9. ed. Petrópolis: Vozes, 2013. 191 p.

LOURO, G. L. Gênero, sexualidade e educação: uma perspectiva pósestruturalista. 16 ed. Petrópolis: Vozes, 2014. 184 p.

LOURO, G. L (Org.). O corpo educado: pedagogias da sexualidade. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2003. 174 p.

LOURO, G. L Um corpo estranho: ensaios sobre sexualidade e teoria queer. Belo Horizonte: Autêntica, 2004. 90 p.

MACEDO, E. F. de. Parâmetros Curriculares Nacionais: a falácia de seus Temas transversais. In: MOREIRA, A. F. B. (Org.). Currículo: políticas e práticas. Campinas: Papirus, 1999. p. 43-58.

MASTERS, W. H.; JOHNSON, V. E. A conduta sexual humana. Trad. Dante Costa. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1968. 400 p.

MEYER, D. E. Gênero e educação: teoria e política. In: LOURO, G. L.; FELIPE, J.; GOELLNER, S. V. (Org.). Corpo, gênero e sexualidade: um debate contemporâneo na educação. 9 ed. Petrópolis: Vozes, 2013. p. 11-29.

MOLINA, L. P. P. Gênero, Sexualidade e Ensino de Histórias nas vozes de adolescentes. Antíteses. v. 6, n. 12, p. 489-525, jul./ dez. 2013.

OLIVEIRA, M. Amores proibidos na história do Brasil. São Paulo: Contexto, 2012. 157 p.

RODRIGUES, A.; ASSMAR, E. M. L.; JABLONSKI, B. Psicologia Social. Petrópolis: Vozes, 2014. 688 p

SALIH, S. Judith Butler e a Teoria Queer. Trad. Guacira Lopes Louro. Belo Horizonte: Autêntica, 2015. 235 p.

SEFFNER, F. Sigam-me os bons: apuros e aflições nos enfrentamentos ao regime de heteronormatividade no espaço escolar. Educação e Pesquisa. São Paulo, v. 39, n. 1, p. 145-159, jan./ mar. 2013.

SELBACH, S. (Sup.). História e didática. Petrópolis: Vozes, 2010. 158 p.

STEARNS, P. N. História da sexualidade. Trad. Renato Marques. São Paulo: Contexto, 2010. 285 p.

STEARNS, P. N. História das relações de gênero. Trad. Mirna Pinsky. 2 ed. São Paulo: Contexto, 2013. 250 p.

VAINFAS, R. (Org.). História e sexualidade no Brasil. Rio de Janeiro: Graal, 1986. 212 p.

VAINFAS, R.Trópico dos pecados: moral, sexualidade e Inquisição no Brasil. 2. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2014. 446 p.

VITIELLO. N. Um breve histórico do estudo da sexualidade humana. Revista Brasileira de Medicina. edição especial, v. 55, nov. 1998. Disponível em: < http://www.moreirajr.com.br/revistas.asp?id_materia=1451&fase=imprime> . Acesso em: 17 mar. 2016.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2238-3018.2016v22n2p73

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.