Lugar de formação: a produção intelectual discente sobre ensino de história na pós-graduação stricto sensu na região norte

Mauro Cezar Coelho, Wilma de Nazaré Baía Coelho

Resumo


Este artigo visa analisar a forma como a formação continuada de professores de história funciona em cursos de pós-graduação oferecidos na região Norte do Brasil. Nossa intenção é descobrir que tipo de educação é exercida, por meio da discussão dos conhecimentos construídos nesses programas, a partir da consideração dos temas e questões das dissertações e teses produzidas. Analisaremos a produção dos últimos cinco anos (2010-2015) dos alunos dos programas de pós-graduação em História e Educação. Entre as conclusões feitas acreditamos que os cursos de pós-graduação, ao abordar, por meio de pesquisa e produção intelectual, a relação entre história e educação, eles não estão preocupados com a história ensinada. As interfaces que se relacionam com a história e educação são abordadas a partir da perspectiva da História da Educação. Assim, o saber histórico escolar ocupa um lugar periférico nas formulações dos programas de história e educação na região Norte. Consideramos também que os processos de educação continuada devem estar diretamente relacionados à prática profissional, permitindo a reflexão sobre a prática profissional e possibilitando o desenvolvimento de estratégias para garantir a melhoria das condições de fornecimento de educação, em todos os níveis.


Palavras-chave


História. Educação. Estudos de pós-graduação. Produção intelectual de estudantes. Conhecimento histórico.

Texto completo:

PDF

Referências


BACKES, V. M. S.; NIETSCHE, E. A.; CAMPONOGARA, S. M.; FRAGA, R. S.; CEREZER, R. de C. A Educação continuada dos alunos egressos: compromisso da universidade? Revista Brasileira de Enfermagem, Brasília, v. 55, n. 2, p. 200- 204, mar./abr. 2002.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CP n. 1, de 30 de setembro de 1999 (Artigo 1º, Inciso III). BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CP n. 1, de 18 de fevereiro de 2002 (Artigo 14º, § 2º).

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CP n. 2, de 26 de junho de 1997.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CP n. 2, de 1º de julho de 2015 (Caput da resolução; Artigo 1º, § 3º; Artigo 3º, Caput e Incisos IX, X); Artigo 4º, parágrafo único; Capítulo IV “Da formação continuada dos profissionais do magistério”).

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei n. 9.394, 20 de dezembro de 1996 (Artigo 43º, inciso II).

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei n. 9.394, 20 de dezembro de 1996 (Artigo 43º, inciso II).

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei n. 9.394, 20 de dezembro de 1996 (Artigo 43º, inciso II) (artigo 67º, Caput e Inciso II).

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: história. Brasília: MEC/SEF, 1998, p. 40.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: história. Brasília: MEC/SEF, 1998, p. 43.

CARVALHO, J. M. de. A formação das almas: o imaginário da República no Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1990, p. 50-73.

COELHO, M. C. A história, o índio e o livro didático: apontamentos para uma reflexão sobre o saber histórico escolar. In: ROCHA, H. A. B.; REZNIK, L.; MAGALHÃES, M. de S. (Org.). A história na escola: autores, livros e leituras. Rio de Janeiro: Ed. FGV, 2009, p. 263-280.

COELHO, M. C. Moral da História: a representação do índio em livros didáticos. In: SILVA, M. (Org.). História: que ensino é esse? Campinas: Papirus, 2013, p. 65-82.

COELHO, M. C.; COELHO, W. de N. B. História, historiografia e saber histórico escolar: a educação para as relações étnico-raciais e o saber histórico na literatura didática. Espaço Pedagógico, Passo Fundo, v. 21, n. 2, p. 358-379, jul./dez. 2014.

CURTY, R. G. (Org.). Produção intelectual no ambiente acadêmico. Londrina: UEL/CIN, 2010.

DAVIS, C. L. F.; NUNES, M. M. R.; ALMEIDA, P. C. A.; SILVA, A. P. F.; SOUZA, J. C. Formação continuada de professores em alguns estados e municípios do Brasil. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 41, n. 144, p.826-849, set./dez. 2011.

FURET, F. A oficina da História. Lisboa: Gradiva, [s.d].

GAMBOA, S. S. As condições da produção científica em educação: do modelo de áreas de concentração aos desafios das linhas de pesquisa. Educação temática digital, Campinas, SP, v. 4, n. 2, p. 79-93, 2003.

GARCIA, P. S.; BIZZO, N. Formação contínua a distância: gestão da aprendizagem e dificuldades dos professores. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 43, n. 149, p. 662-681 maio/ago. 2013.

GRINBERG, K. Historiadores para quê? Ciência Hoje, disponível em http://cienciahoje.uol.com.br/colunas/em-tempo/historiadores-pra-que. Acessado em 13/09/2015.

HORTA, J. S. O Hino, o sermão e a ordem do dia: a educação no Brasil (1930- 1945). Rio de Janeiro: Ed. UFRJ, 1994.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Plano Nacional de Pós-Graduação 2005-2010. Brasília, DF: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, 2005, p. 20.

RIVAS, N. P. P.; KAWASAKI, C. S.; SICCA, N. A. L.; PINTO, J. M. R. Formação Continuada de profissionais da Educação: a busca de integração entre gestão e currículo no cotidiano escolar. Paidéia, Ribeirão Preto, n. 12-13, p. 135-157, fev./ago. 1997.

ROSA, M. I. de F. P. dos S.; SCHNETZLER, R. P. A investigação-ação na formação continuada de professores de ciências. Ciência & Educação, Bauru, v. 9, n. 1, p. 27-39, 2003.

SCHEIBE, L. O Conselho Técnico-Científico da Educação Básica da Capes e a Formação Docente. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 41, n. 144, p. 812-826, set./dez. 2011.

SICCA, N. A. L. Formação Continuada de Professores de Química: um programa voltado para a construção do conhecimento escolar. Paidéia, Ribeirão Preto, n. 12-13, p. 158-176, fev./ago. 1997.

SILVA, A. C.; SANTOS, S. M. Avaliação da formação continuada no Estado do Rio de Janeiro: um estudo de caso. Ensaio: avaliação e políticas públicas em Educação, Rio de Janeiro, v. 21, n. 79, p. 269-252, abr./jun. 2013.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2238-3018.2015v21n2p181

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.