Entre teoria e prática: a formação docente e a apropriação da lei 10.639/2003 no cotidiano escolar

Ednalva da Conceição Dias, Adriano Cecatto

Resumo


Com a aprovação da Lei 10.639/2003, tornou-se obrigatório nas escolas de Educação Básica, públicas e privadas, o ensino da História da África e a Cultura Afro-Brasileira. O presente trabalho tem por objetivo verificar a apropriação e aplicabilidade da Lei 10.639/2003 pelos professores no ensino de História da Escola Estadual Senador João Câmara/2013, na cidade de Bento Fernandes/RN, no que se refere à formação dos professores para o trabalho com essa temática. Utilizamos a pesquisa de caráter qualitativo, tendo como técnica de coleta de dados a aplicação de um questionário semi-estruturado aos docentes. Verificou-se que o ensino de história da África e Cultura Afro-brasileira requer um trabalho prático de formação de professores no decorrer da formação inicial para que possam conhecer as determinações da lei e os fatores necessários a serem considerados na sua aplicação.


Palavras-chave


Ensino de História. Lei 10.639/2003. Formação Docente.

Texto completo:

PDF

Referências


ABREU, M.; MATTOS, H. Em torno das “Diretrizes curriculares nacionais para a educação das relações étnico-raciais e para o ensino de história e cultura afrobrasileira e africana”: uma conversa com historiadores. Estudos Históricos. Rio de Janeiro, v. 21, n. 41, jan./jun., p.5-20, 2008.

ALBERTI, V. Algumas estratégias para o ensino de história e cultura afrobrasileira. In: PEREIRA, A. A.; MONTEIRO, A. M. Ensino de história e culturas afro-brasileiras e indígenas. Rio de Janeiro: Pallas, 2013, p.27-56.

BOGDAN, R. C.; BIKLEN, S. K. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Porto: Porto Editora, 1994.

BORGES, J. A. Ambígua África, memórias e representações da África Antiga no livro didático: Egito, reinos e impérios africanos. 2009. Dissertação (Mestrado em Memória: Linguagem e Sociedade) – Programa de Pós-Graduação em Memória: Linguagem e Sociedade, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Vitória da Conquista, 2009.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2003.

BRASIL. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações ÉtnicoRaciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana. Brasília, DF, 2004.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais: História/Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC / SEF, 1998.

CAMPOS, P. F. de S. Ensino, a história e a Lei 10.639. História & Ensino. Londrina-PR, v. 10, p. 41-52, out. 2004.

CRUZ NETO, O. O trabalho de campo como descoberta e criação. In: MINAYO. M. C. (Org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 21 ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002, p.51-66

FELIPE, D. A.; TERUYA, T. Nota sobre as políticas em prol do ensino da história e cultura afro-brasileira e africana na educação escolar. Revista HISTEDBR OnLine. Campinas-SP, n. 39, p.250-266, set., 2010. Disponível em: http://www.histedbr.fe.unicamp.br/revista/edicoes/39/art15_39.pdf Acesso em: 20/02/2014.

FERNANDES, J. R. de O. Ensino de história e diversidade cultural: desafios e possibilidades. Cadernos Cedes. Campinas, vol. 25, n. 67, p. 378-388, set./dez., 2005.

FONSECA, S. G. Fazer e ensinar história. Belo Horizonte: Dimensão, 2009. KALY, A. P. O ensino de história da África no Brasil: o início de um processo de reconciliação psicológica de uma nação? In: PEREIRA, A. A.; MONTEIRO, A. M. Ensino de história e culturas afro-brasileiras e indígenas. Rio de Janeiro: Pallas, 2013, p.155-214.

LAIA, M. A.; SILVEIRA, M. L. (Org.). A universidade e a formação para o ensino de história e cultura africana e indígena. São Paulo: QUOLOBHOJE; SUMMUS; GLOBAL;SELO NEGRO, 2009.

MAGGIE, Y.; REZENDE, C. B. (Org.). Raça como retórica: a construção da diferença. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2001.

OLIVA, A. R. A história africana nas escolas brasileiras. Entre o prescrito e o vivido, da legislação educacional aos olhares dos especialistas (1995-2006). História, São Paulo, n. 28, p.143-172, 2009.

PEREIRA, A. A. A pesquisa e o ensino de história da África a partir da lei 10.639/03. In: Maria Aparecida; SILVEIRA, Maria Lucia da (Org.). A universidade e a formação para o ensino de história e cultura africana e indígena. São Paulo: Prefeitura de São Paulo, 2009, p.78-85.

SANTOS, L. Ensino de história e cultura africana a afro-brasileira: dilemas e desafios da recepção à lei 10.639/03. In: PEREIRA, A. A.; MONTEIRO, A. M. Ensino de história e culturas afro-brasileiras e indígenas. Rio de Janeiro: Pallas, 2013, p.57-84.

SANTOS, R. A Lei nº 10639/03: Entre práticas e políticas curriculares. História & Ensino. Londrina, v. 16, n. 1, p. 41-59, 2010.

XAVIER, G. “Já raiou a liberdade”: caminhos para o trabalho com a história da pós-abolição na Educação Básica. In: PEREIRA, A. A.; MONTEIRO, A. M. Ensino de história e culturas afro-brasileiras e indígenas. Rio de Janeiro: Pallas, 2013, p.85-100.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2238-3018.2015v21n2p283

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.