Estágio curricular supervisionado em história - PARFOR - UNOCHAPECÓ: limites e possibilidades

Maria de Lurdes Pertile, Sandra Agostini

Resumo


Este artigo originou-se de um estudo acerca do curso de licenciatura em História – modalidade PARFOR, da Universidade Comunitária da Região de Chapecó - UNOCHAPECÓ, e objetivou entender como os professores-estudantes ingressos avaliam o Estágio Curricular Supervisionado enquanto elemento constitutivo de sua formação docente. Como fonte de informações, utilizamos o questionário de perguntas abertas. Constatamos que o estágio é considerado de extrema importância, porém para o professor que já é licenciado, devemos fazer uso de outra modalidade de estágio. Para a maioria (09) dos respondentes, foi boa a receptividade das escolas que possuem a tradição em recebê-los, no entanto, algumas (02) EEBs, necessitam assumir a sua corresponsabilidade entre os sistemas de ensino, conforme previsto na legislação vigente e, assim contribuir de maneira significativa no processo formativo do professor de segunda licenciatura.

Palavras-chave


Curso de História; PARFOR; Estágio Curricular Supervisionado; Professores-Estudantes

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL, Ministério da Educação, Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CP 1 de 18 de fevereiro de 2002 – Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, cursos de Licenciatura, de graduação plena. Brasília: Diário Oficial da União, 09 Abr. 2002 1, p.31. Disponível em: http:/portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/cp22002.pdf. Acesso em: 22 fev. 2014.

BRASIL, Ministério da Educação. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional nº 9.394/96 – Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília/BR: MEC, 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/. Acesso em: 16 jan. 2015.

GUAZZELLI, C. A. B.; PETERSEN, S. R. F.; SCHMIDT, B. B.; XAVIER, R. C. L. Questões de Teoria e Metodologia da história. Porto Alegre: Ed. Universidade/UFRGS, 2000.

LENOIR, Yves. Pesquisar e formar: repensar o lugar e a função da prática de ensino. Educação e Sociedade. Campinas, v.27, n.97, p.1299-1325, 2006. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sciartex&pid=S0101733302006000400011&Ing=PT&nrm=isso. Acesso em: 20 Fev. 2014.

KARNAL, L. (Org.). História na sala de aula: conceitos, práticas e propostas. 2a ed. São Paulo: Contexto, 2004.

PIMENTA, S. G.; LIMA, M. S. L. Estágio e docência. São Paulo: Cortez, 2004.

RICHARDSON, R. J. Pesquisa Social: métodos e técnicas. 3 ed. São Paulo: Atlas, 1999.

THOMPSON, E. P. O Tempo Ausente: experiência. In: THOMPSON, E. P. A Miséria da Teoria. Rio de Janeiro: Zahar, 1981, p. 180 – 201.

UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA REGIÃO DE CHAPECO. Projeto Político Pedagógico do Curso de Licenciatura de Graduação Plena em História. Aprovado pela Resolução nº132/CONSUN/2006 em 20 de novembro de 2006. Chapecó: Unochapecó, 2006.

UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA REGIÃO DE CHAPECO. Curso de Graduação Licenciatura Plena em História: modalidade PARFOR. Aprovado pela Resolução nº117/CONSUN/2009 em 13 de outubro de 2009. Chapecó: Unochapecó, 2009.

UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA REGIÃO DE CHAPECO. Credenciada pelo Decreto Estadual nº. 5.571, de 27 de agosto de 2002. Recredenciada pelo Decreto Estadual nº. 659, de 25 de setembro de 2007, publicada no Diário Oficial de Santa Catarina. Disponível em: http://www.unochapeco.edu.br/info/aunochapeco. Acesso em: 05 set. 2015.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2238-3018.2015v21n2p265

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.