Autoetnografia na pesquisa em educação histórica um desafio autonarrado

Lisiane Sales Rodrigues, Fernando Jaime González

Resumo


Integrar a autoetnografia como metodologia da pesquisa, e a pesquisa em Educação História no campo do saber empírico e epistemológico, é o desafio que esse texto apresenta. Numa perspectiva de pesquisadora e sujeito inerida no contexto da pesquisa, trago aqui a abordagem que está sendo desenvolvida em minha dissertação de Mestrado em Educação nas Ciências, de maneira que os métodos se cruzam, através das análises do contexto do lugar onde está sendo desenvolvida a pesquisa, observações dos alunos, suas narrativas e minhas autonarrativas que carregam as reflexões sobre minha prática, o cotidiano escolar e as influências que incidem sobre os sujeitos.


Palavras-chave


Autoetnografia; Educação Histórica; Aprendizagem Histórica

Texto completo:

PDF

Referências


AZAMBUJA, L. de. “Fado tropical”: protonarrativas de jovens alunos brasileiros e portugueses, escritas a partir das leituras e escutas de uma canção “engajada”. X Encontro estadual de História – O Brasil no Sul: cruzando fronteiras entre o regional e o nacional – ANPUHRS, 2010. Disponível em: http://www.eeh2010.anpuhrs.org.br/resources/anais/9/1278260483_ARQUIVO_ANPUHTEXTO9.pdf . Último acesso em 26/07/2014.

BRASIL, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas - Censo 2010. Disponível em: http://www.cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?lang=&codmun=431342&search =rio-grande-do-sul|novo-machado Último acesso em 10/07/2014

CHARTIER, R. A história ou a leitura do tempo. Trad. Cristina Antunes. 2 ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2010.

DAYRELL, J. O jovem como sujeio social. Revista Brasileira de Educação. n. 24, Set/Out/Nov/Dez 2003. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbedu/n24/n24a04.pdf Último acesso em 10/07/2014

FERNANDES, L. Z. A reconstrução de aulas de História na perspectiva da Educação Histórica: da aula oficina à unidade temática investigativa. Disponível em: http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/pde/arquivos/158-4.pdf . Último acesso em 26/07/2014.

LOURENÇATO, L. C. A consciência histórica dos jovens-alunos o ensino médio: uma investigação com a metodologia da Educação Histórica. Dissertação de Mestrado em Educação da Universidade Estadual de Londrina – UEL – Londrina, 2012.

MONTERO-SEIBURTH, M. La Auto etnografia como uma Estrategia para la transformación de la Homogeneidad a favor de la Diversidad Individual em la Escuela. Disponível em http://www.uned.es/congreso-inter-educacionintercultural/Grupo_discusion_1/74.pdf. Último acesso em 05/07/2014.

RÜSEN, J. O desenvolvimento da competência narrativa na aprendizagem histórica: uma hipótese ontogenética relativa a consciência moral. In: SCHMIDT, M. A.; BARCA, I.; MARTINS, E. de R. (Org.). Jörn Rüsen e o ensino de História. Curitiba: UFPR, 2010. p. 51–77.

RÜSEN, J. Razão Histórica: teoria da história: os fundamentos da ciência histórica. Trad. Estevão Rezende Martins. Brasília: UNB, 2010.

SANTOS, R. C. P. A significância do passado para professores de história. Tese apresentada ao Curso de Pós-Graduação em Educação, Setor de Educação, Universidade Federal do Paraná. Curitiba, 2013

SANTOS, R. C. P. Significância histórica, conceito de passado, professores de história e livro didático. Anais Eletrônicos do IX Encontro Nacional dos Pesquisadores do Ensino de História. Florianópolis 2011.

SCHMIDT, M. A. et al. Significados do pensamento de Jörn Rüsen para a investigações na área da educação histórica. In: SCHMIDT, Maria Auxiliadora; BARCA, Isabel; MARTINS, Estevão de Rezende (Org.). Jörn Rüsen e o ensino de História. Curitiba: UFPR, 2010. p. 11 – 21.

SCHMIDT, M. A. Cognição histórica situada: que aprendizagem é esta? Anais XXV Simpósio Nacional de História. Fortaleza, 2009. Disponível em http://anpuh.org/anais/?p=17085

SCHMIDT, M. A.; BARCA, I. (Org.). Aprender História: perspectivas da educação histórica. Ijuí: UNIJUI, 2009.

SCHMIDT, M. A.; BARCA, I.; MARTINS, E. de R. (Org.). Jörn Rüsen e o ensino de História. Curitiba: UFPR, 2010.

SRIBANO, A.; DE SENA, A. Construcción de conocimiento em Latinoamérica: algunas reflexiones desde la auto-etnografía como estratégia de investigación. Cinta Moebio 34: p. 1 – 15. Disponível em http://www.moebio.uchile.cl/34/scribano.html




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2238-3018.2015v21n2p343

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.