As apropriações do saber histórico por meio do livro didático de história da rede salesiana de escola

Geane Kantovitz

Resumo


O presente artigo versa sobre o resultado da pesquisa de mestrado a qual procurou discutir as apropriações dos saberes históricos, no que concerne à temporalidade histórica, e a relação que os alunos estabelecem com a sua vida fora do contexto escolar. Utiliza-se o livro didático de História do ensino médio como propulsor e norteador das análises. Considera-se como os alunos compreendem a História pela leitura do livro didático e como estabelecem uma relação da disciplina de História com a vida. Ou seja, como os alunos se orientam no tempo pela disciplina de História. Nesse texto aborda-se, principalmente, a importância da disciplina de História para os alunos da terceira série do ensino médio da Rede Salesiana de Escolas (RSE) para a formação do pensamento histórico. Utiliza-se como percurso analítico as contribuições de Koselleck (2006), de Le Goff (2003), Hobsbawn (1998) e de Rüsen (2010).  Em relação ao percurso metodológico foram utilizadas respostas objetivas e discursivas de 173 alunos da terceira série do ensino médio, de quatro professores de História e dos autores da coleção de livros da RSE.

 


Palavras-chave


Ensino de História. Livro didático. Temporalidade histórica.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2238-3018.2014v20n1p171

Apontamentos