A memória sobre o “pioneiro”: Como os nomes das ruas e prédios públicos legitimam o discurso do “pioneirismo”.

Cássio Augusto Samogin Almeida Guilherme

Resumo


O presente texto analisa os nomes de ruas e prédios públicos da cidade de Nova Londrina, localizada no extremo Noroeste do Paraná. Nosso objetivo é observar como a escolha deliberada de alguns nomes em detrimento de outros colabora na construção de uma memória local acerca do “pioneirismo” e dos “melhores políticos” locais. Nossa hipótese é que nesta escolha há um poder simbólico envolvido na manutenção da prática patrimonialista, muito comum nas pequenas cidades interioranas.

Palavras-chave


Pioneirismo; Poder simbólico; Discurso.

Texto completo:

PDF

Referências


ARQUIVO do Projeto Memória do Noroeste do Paraná – Acervo de Nova Londrina, entrevista de número 07, com Jair Rezende, realizada por Cássio Augusto S.A. Guilherme. Nova Londrina-PR, 30 maio de 2009.

BOURDIEU, P. O poder simbólico. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2011. CORRÊA JR. J. A. O Trem de Ferro. Maringá: Editora 5 de abril, 1991.

DIAS, R. B. A história além das placas: os nomes de ruas de Maringá (PR) e a memória histórica. História & Ensino, v.6. Universidade Estadual de Londrina: Londrina, 2000. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/histensino/article/view/1239 3/10853

FAORO, R. Os Donos do Poder. v. 2. São Paulo: Globo, 1995. FERNANDES, O. S. Nova Londrina rainha do noroeste: 60 anos de história. Cascavel: Ed do Autor, 2010.

GUILHERME, C. A. S. A. A Ditadura Civil-Militar e a “politicalha interiorana”: o caso Halim Maaraoui em Nova Londrina-PR (1969). Curitiba: Editora CRV, 2012.

MOTA, L. T. História do Paraná: ocupação humana e relações interculturais. Maringá: EDUEM, 2005.

NOVA LONDRINA: 30 ANOS . Editor Euclides Bogoni. Paranavaí, 1986. ROMPATTO, M. O processo de (re)ocupação do noroeste do Paraná, Microrregião de Paranavaí, na história e na memória de seus moradores. In ROMPATTO, M. História e memória da colonização do noroeste do Paraná: os casos de Paranavaí, Nova Londrina e Loanda. Maringá: Massoni, 2012.

ROMATTO, M. Piquiri: “O vale esquecido”. Memórias da luta pela terra em Nova Aurora, Paraná, desde os anos 1950. Dissertação de Mestrado – Pontifícia Universitária Católica, São Paulo, 1995.

SAFATLE, V. A imposição da memória. Carta Capital, n. 752, 12/06/2013. TOMAZI, N. D. Construções e silêncios sobre a (re)ocupação da região norte do estado do Paraná. In DIAS, R. B.; GONÇALVES, J. H. R. (Org.). Maringá e o Norte do Paraná. Estudos de história regional. Maringá: Eduem, 1999.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2238-3018.2013v19n2p131

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Hist. Ensino
E-Issn: 2238-3018
DOI10.5433/2238-3018
E-mail: labhis@uel.br