História e cinema na infância: a história dos povos indígenas e o ensino da linguagem cinematográfica na escola

Artur Alves da Silva

Resumo


A proposta deste artigo é identificar e avaliar a influência das representações que retratam os povos indígenas nas aulas de História, bem como investigar o processo de desenvolvimento cognitivo e de aprendizagem e o nível de compreensão sobre o conteúdo e a linguagem do cinema presentes de maneira recorrente no cotidiano e na formação do repertório cultural de estudantes do Ensino Fundamental I. Apesar de estar amplamente presente no cotidiano das crianças, seja para divertir ou informar, o cinema ainda não recebe a atenção que merece dentro do ambiente escolar. Esta observação estimulou o desenvolvimento de um projeto de pesquisa a partir do Programa de Estímulo ao Ensino de Graduação sobre como esta forma de interpretação da realidade e construção do conhecimento histórico pode ser utilizada como ferramenta educacional no ensino de História sobre a temática da história e cultura dos povos indígenas.

 

Palavras-chave


Ensino de História; Cinema Indígena; Linguagem Cinematográfica; Desenvolvimento Cognitivo; Ensino Fundamental I

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, M. R. C. de. Os Índios na História do Brasil. Rio de Janeiro: Ed. FGV, 2010.

ARAÚJO, A. C. Z. Cineastas indígenas: um outro olhar: Guia para professores e alunos. Olinda: Vídeo nas aldeias, 2010.

BITTENCOURT, C. M. F. Ensino de história: fundamentos e métodos. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2008.

BOCK, A. M. B.; FURTADO, O.; TEIXEIRA, M. L. T. Psicologias: uma introdução ao estudo de Psicologia. São Paulo: Saraiva, 1999.

CHARTIER, R. O mundo como representação. Estudos Avançados, n. 11, v. 5, p. 173-191, jan./abr. 1991.

CUNHA, E. Cinema e imaginação: a imagem do índio no cinema brasileiro dos anos 70. Dissertação Programa de Pós-graduação em Antropologia Social, USP. São Paulo, 2000.

FERRO, M. Cinema e História. 2 ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2010.

FREIRE, C. A. da R; OLIVEIRA, J. P. A presença indígena na formação do Brasil. Brasília: MEC/UNESCO, 2006.

GUIMARÃES, M. L. S. Nação e civilização nos trópicos: o Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro e o projeto de uma história nacional. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 1, p. 5-27, 1988.

IMOTO, F. A. Cinema indígena: as possibilidades de um novo espaço de resistência cultural. São Paulo: CELAC – ECA/USP, 2009.

LUCIANO, G. dos S. O índio brasileiro: o que você precisa saber sobre os povos indígenas no Brasil de hoje. Brasília: MEC/UNESCO, 2006.

MARIE, M.; JULLIER, L. Lendo as imagens do cinema. São Paulo: Senac, 2009.

MASCARELLO, F. (Org.). História do cinema mundial. Campinas, SP: Papirus, 2006.

MORAN, J. M. O vídeo na sala de aula. Comunicação &Educação, São Paulo, v. 2, n. 27-35, jan./abr. de 1995.

NAPOLITANO, M. Como Usar o Cinema na Sala de Aula. São Paulo: Contexto, 2009.

NUNES, K. M; SANTOS, N. C. dos. Índios Panará no cinema contemporâneo: apontamentos sobre um filme indígena e um não-indígena. Revista Eletrônica Mutações, UFAM, 2012.

RAMOS, F. P. Mas afinal... o que é mesmo documentário? São Paulo: Senac, 2009.

SÃO PAULO. Fundação Para Desenvolvimento da Educação. Multimeios aplicados à educação: uma leitura crítica. Cadernos Idéias, n. 9, 1990.

SILVA, A. C. da. Versões didáticas da história indígena (1870-1950). Dissertação de Mestrado. Faculdade de Educação, USP, 2000.

SILVA, A. L.; GRUPIONI, L. D. B. (Org.). A temática indígena na escola: novos subsídios para professores de 1º e 2º graus. Brasília: MEC/MARI/UNESCO, 1995. S

TAM, R; SHOAT, E. Crítica da imagem eurocêntrica. São Paulo: Cosac & Naify, 2006.

VIGOTSKI, L. S.; LURIA, A. R.; LEONTIEV, A. N. Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. São Paulo: Cone, 1991.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2238-3018.2014v20n1p243

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.