O imperador e as ciências: sobre a construção de um mito

Alda Heizer

Resumo


O presente artigo pretende apontar algumas considerações sobre como uma dada historiografia dos anos 1920, 1930 e 1940 enfatizou em sua produção a exemplaridade do imperador Pedro II. É possível reconhecer que os trabalhos realizados no período citado atualizaram uma certa imagem do imperador com o objetivo de construir uma tradição científica, parte de um projeto intelectual, que concebe a cultura e a política como construtores de uma identidade coletiva. Pretende-se, ainda, apresentar alguns elementos que nos permitem identificar como esta imagem do imperador Pedro II é atualizada nos museus, nos livros didáticos de história e nas pesquisas de História das Ciências, em particular.


Palavras-chave


Identidade; Cultura; Política.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2238-3018.2006v12n0p35

Apontamentos

  • Não há apontamentos.