Imaginação histórica e sala de aula: um estudo de caso e uma possibilidade teórica

Rafael Aparecido Monpean, Yasmin Carli Albino

Resumo


Abordamos neste artigo aspectos sobre a imaginação histórica dos estudantes do ensino médio do Colégio de Aplicação da UEL. Através do uso de um questionário de conhecimentos prévios, aplicado aos alunos e alunas que lecionaríamos em nossa prática de estágio, intentamos realizar uma análise das concepções acerca da história que expressavam em suas respostas. Partimos, nesse sentido, de alguns pressupostos teóricos de autores que consideram o aspecto essencial da linguagem para e na construção da imaginação histórica.


Palavras-chave


histórica. Ensino de história. Virada linguística

Texto completo:

PDF

Referências


BARCA, I. Concepções de adolescentes sobre múltiplas explicações em História. In: BARCA, I. (Org.). Perspectivas em Educação Histórica. Centro de Educação e Psicologia, Universidade do Minho, 2005.

BITTENCOURT, C. M. F. Ensino de História: fundamentos e métodos. São Paulo: Cortez, 2004.

JENKINS, K. A história repensada. Trad. Mario Vilela. São Paulo: Contexto, 2009.

MATTOZZI, I. Ensinar a escrever sobre história. História & Ensino, Londrina, v. 14, p. 7-28, ago. 2008.

MONTEIRO, A. M. F. C. A história ensinada: algumas configurações do saber escolar. História & Ensino, Londrina, v. 9, p. 37-62, out. 2003.

MOSÉ, V. Nietzsche e a grande política da linguagem. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2005.

MUNSLOW, A. Desconstruindo a história. Trad. R. G. Nascimento. Petrópolis: Vozes, 2009.

WHITE, H. O fardo da história. In Trópicos do discurso: Ensaios sobre a crítica da cultura. Trad. A. C. de Franca Neto. São Paulo: Editora da USP, 2001, p. 39-63.

WHITE, H. Meta-História: A imaginação histórica do século XIX. Trad. J. L. de Melo. São Paulo: Editora da USP, 2008.

WHITE, H. Teoria literária e escrita da história. In Estudos Históricos. trad. Dora Rocha, Rio de Janeiro, v. 7, n. 13, p. 21-48, 1991.

ZARANKIN, Andrés. Paredes que domesticam: Arqueologia da arquitetura escolar capitalista: O caso de Buenos Aires. 2001. Tese de (Doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2001.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2238-3018.2010v16n1p99

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Hist. Ensino
E-Issn: 2238-3018
DOI10.5433/2238-3018
E-mail: labhis@uel.br