Educação para a comunidade: algumas perspectivas para o ensino de história

Philippe Delfino Sartin

Resumo


A proposta deste artigo é, numa palavra, traçar um itinerário, uma espécie de programa teórico, como perspectiva para o Ensino de História, resumindo nossa posição com relação ao sentido a ser ensejado por qualquer meio de Educação – especialmente a Educação Formal, por ser o mais abrangente – como um valor transcendente à prática da Ciência da História, que dela se serve, constituindo-a em sua própria legitimidade. Nossas observações terão como ponto de partida a Teoria da História de Jörn Rüsen e a “Filosofia do Diálogo” de Martin Buber.


Palavras-chave


Comunidade. Formação. Ensino de História.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2238-3018.2011v17n1p101

Apontamentos

  • Não há apontamentos.