Os caminhos da institucionalização do ensino superior de história

Norma Lucia da Silva, Marieta de Moraes Ferreira

Resumo


Este artigo busca apresentar a trajetória de institucionalização dos cursos superiores de História no Brasil criados e/ou mantidos por instituições públicas. O objetivo principal é caracterizar um retrato dos cursos de História no país, desde o curso da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (USP), o primeiro a entrar em funcionamento, em 1934, até os últimos cursos, criados em 2010. A pesquisa foi realizada no banco de dados do Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP).


Palavras-chave


Cursos de História. Ensino Superior. Universidades.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2238-3018.2011v17n2p283

Apontamentos

  • Não há apontamentos.