NÚCLEO DE DESERTIFICAÇÃO DE GILBUÉS (PI): CAUSAS E INTERVENÇÕES

Laryssa Sheydder de Oliveira Lopes, Raimundo Wilson Pereira dos Santos, Munir Abib Miguel Filho

Resumo


O presente artigo tem como objetivo fornecer uma visão do intenso processo de degradação ambiental que se observa no município de Gilbués, situado no sudoeste do estado do Piauí. Inicialmente tratou-se do conceito de desertificação, que apresenta algumas complexidades em virtude, dentre outros fatores, da sua amplitude conceitual e da falta de um objeto de estudo único. Fez-se uma caracterização física e humana do município, estabelecendo-se uma comparação entre o núcleo de Gilbués e os demais núcleos de desertificação do Nordeste como o de Irauçuba (CE), Seridó (RN) e Cabrobó (PE). Na elaboração do trabalho foram consultados livros, artigos e revistas sobre o referido tema, entrevistas e uma pesquisa de campo, com visita ao povoado Boqueirão, onde ocorreu a exploração de diamantes, na década de 1940, e ao Núcleo de Pesquisa para Recuperação de Áreas Degradadas e Combate à Desertificação (NUPERADE), onde algumas técnicas de manejo do solo foram adotadas com êxito, porém sem continuidade, devido à escassez de recursos financeiros. O processo de degradação ambiental no município de Gilbués requer estudos mais aprofundados para melhor conhecimento do problema, uma vez que o fenômeno expande-se com rapidez, afetando tanto a população rural quanto a urbana. A ausência de estudos nessa área tem dificultado a compreensão das causas e impossibilitado intervenções mais eficientes na região.


Palavras-chave


Desertificação; Degradação; Solo; Manejo.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2447-1747.2011v20n2p53

Direitos autorais 2012 GEOGRAFIA (Londrina)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Locations of visitors to this page

 

Geografia (Londrina)

ISSN: 0102-3888

E-ISSN: 2447-1747 

E-mail: revista.geografia.uel@gmail.com