Utilização de sistema de informações geográficas para obtenção das cartas de solo e de declividade do município de Bandeirantes-PR

Teresinha E. da Silveira Reis, Omar Neto Fernandes Barros, Luiz Carlos Reis

Resumo


O desenvolvimento sustentável tem como um de seus alicerces o uso racional dos recursos naturais. A análise de situações ambientais e a interpretação dos levantamentos de solos proporcionam as bases para estabelecer o seu potencial de uso. Por sua vez, as técnicas de geoprocessamento tornam disponíveis procedimentos que permitem a investigação detalhada de relacionamentos entre as entidades do meio ambiente. Com o objetivo de analisar a interação solo paisagem, trabalhou-se com o mapa de solos, escala 1:300.000, carta elaborada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), escala 1:50.000, folhas MI 2760-1, MI 2760-2, MI 2760-3 e MI 2760-4 e Sistema de Processamento de Informações Georreferenciadas (SPRING). O mapa de solos foi inserido no sistema através do scanner de mesa e os polígonos foram digitalizados via tela, modo passo, ajustados e poligonalizados.  A carta clinográfica foi obtida a partir da digitalização em tela, das linhas correspondentes às curvas de nível, com eqüidistância vertical de 20 m. Verificou-se que aproximadamente 70% da área do município apresenta declives £ a 13%, caracterizando relevo plano, ondulado e moderadamente ondulado e o solo predominante é o Nitossolo. O uso de técnicas de geoprocessamento e sistema de informações geográficas permitiram melhor entendimento da relação solo-paisagem.


Palavras-chave


Interação Solo-Paisagem, Geoprocessamento

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2447-1747.2004v13n1p3

Direitos autorais 2010 GEOGRAFIA (Londrina)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Locations of visitors to this page

 

Geografia (Londrina)

ISSN: 0102-3888

E-ISSN: 2447-1747 

E-mail: revista.geografia.uel@gmail.com