Ocupações urbanas de Londrina-Pr e as migrações internas

Lirian Melchior, Alice Yatiyo Asari

Resumo


Neste trabalho, estudamos as questões ligadas a urbanização em áreas periféricas de Londrina, relacionadas aos deslocamentos populacionais. Consideramos que estes dois fatos são faces de um problema que vêm pena­lizando a população destituída de meios adequados para sua sobrevivência, fruto das conjunturas econômica, social e política assumidas pelo Estado brasileiro. Tivemos como objetivos estudar as formas de inserção dos assentamentos urbanos em Londrina, assim como sua gênese e as condições de vida nestes espaços. Também, analisamos o processo migratório nestas áreas, investigando a trajetória de vida das famílias, tendo em vista as motivações e os fatores condicionantes dos deslocamentos populacionais para que pudéssemos compreender o processo de liberação de mão-de-obra do campo, comandada pela modernização agrícola e suas ligações com o intenso crescimento de áreas urbanas de porte médio do Norte do Paraná. Londrina, é uma cidade que se urbanizou muito rapidamente; sendo assim, o preenchimento das áreas periféricas da cidade deu-se em todos os sentidos e, também, a conseqüente proletarização da área, apresentando condições de vida bastante precárias. Portanto, entendemos que o processo migratório se insere num contexto amplo, porém, há peculiaridades decorrentes das diferentes posturas político-econômicas assumidas pelo Estado, num período histórico determinado.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2447-1747.2003v12n1p545

Direitos autorais 2010 GEOGRAFIA (Londrina)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Locations of visitors to this page

 

Geografia (Londrina)

ISSN: 0102-3888

E-ISSN: 2447-1747 

E-mail: revista.geografia.uel@gmail.com