Variabilidade climática e o rendimento da cultura do milho no estado do Paraná: algumas implicações políticas e econômicas

Deise Fabiana Ely, Ivan Rodrigues de Almeida, João Lima Sant’Anna Neto

Resumo


Este artigo estabelece uma comparação referente ao desempenho da cultura do milho no estado do Paraná, no período de 1990 a 2001, em relação à variabilidade climática; ainda considerando os fatores econômicos e políticos que, em conjunto, influenciaram ou causaram maior impacto no balanço de tal produção agrícola. O motivo de nossa escolha por determinada cultura reside no fato dessa ser uma das mais representativas no estado do Paraná, tanto em volume como em área ocupada. Assim sendo, chegamos às conclusões de que a vulnerabilidade da mesma se mostra diferenciada pela própria fisiologia e necessidade biótica da planta, pela tecnologia que os produtores aplicam, assim como, pela escala de produção e desempenho do merca­do. A respeito dos momentos críticos, representados por rendimentos inferiores aos esperados, esses são decorrentes dos déficits hídricos identificados no período, das condições instáveis apresentadas pelo cenário político–econômico, além da distinção do nível tecnológico empregado na implantação e desenvolvimento da cultura.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2447-1747.2003v12n1p495

Direitos autorais 2010 GEOGRAFIA (Londrina)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Locations of visitors to this page

 

Geografia (Londrina)

ISSN: 0102-3888

E-ISSN: 2447-1747 

E-mail: revista.geografia.uel@gmail.com