Análise ambiental da bacia hidrográfica do rio Taquari – proposta de zoneamento ambiental

Daiane Fátima Batista de Lima, Claudete Rempel, Rafael Rodrigo Eckhardt

Resumo


Os mapas constituem-se num suporte indispensável para o planejamento, ordenamento e uso eficaz dos recursos da terra, sendo um instrumento visual da percepção humana e um meio para obter o registro e a análise da paisagem. Neste contexto, este artigo procura evidenciar a utilização de técnicas de geoprocessamento e de sensoriamento remoto com vistas à elaboração do zoneamento ambiental da Bacia Hidrográfica do Rio Taquari. A base cartográfica utilizada para gerar os mapas temáticos foi retirada das cartas topográficas elaboradas pelo Serviço Geográfico do Exército, na escala 1/250.000. Foram utilizadas imagens do satélite Landsat para gerar o uso e cobertura do solo. O zoneamento ambiental possibilitou verificar as áreas utilizadas antropicamente em regiões de conflito (3%), com risco (25%) e áreas potenciais para expansão de atividades econômicas, sem risco (70%).


Palavras-chave


Geoprocessamento; Zoneamento Ambiental; Bacia do Rio Taquari

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2447-1747.2007v16n1p51

Direitos autorais 2010 GEOGRAFIA (Londrina)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Locations of visitors to this page

 

Geografia (Londrina)

ISSN: 0102-3888

E-ISSN: 2447-1747 

E-mail: revista.geografia.uel@gmail.com