Avaliação de Risco a Rompimento da Represa de São Pedro, Juiz de Fora – MG, por meio dos Métodos de Árvore de Falhas e Causa e Consequência

Virginia Amaralinda Calabrez Martins, Ludmilla Alves Fernandes, Geraldo César Rocha

Resumo


A atenção ao estudo e análise de risco cresce ao passo que crescem o número de eventos indesejáveis, que trazem prejuízos sociais e ambientais. No Brasil, os últimos anos foram marcados pela ocorrência de rompimento de barragens de rejeitos. Considerando o grande número, também, de barragens de água – utilizadas para variados usos, tais como abastecimento da população, irrigação e hidreletricidade, entre outros – torna-se importante o estudo e a análise de riscos que envolvem esses represamentos e suas barragens. Nesse sentido, o presente trabalho tem como objetivo realizar uma análise de risco a rompimento da barragem da represa de São Pedro, no Município de Juiz de Fora, Minas Gerais. Metodologicamente, o trabalho foi realizado com base nos métodos de Árvore de Falhas (FTA) e Causa e Consequência (CCA). Ao findar das análises, embora tenha sido observado um cuidado no controle da vazão da represa, foram observados fatores que aumentam o risco da ocorrência de graves consequências a partir de um possível rompimento da barragem, como a ausência de um plano de emergência, alarmes e rotas de fuga.

Palavras-chave


Análise de riscos; Rompimento de barragem; Árvore de falhas.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2447-1747.2020v29n2p143

Direitos autorais 2020 GEOGRAFIA (Londrina)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Locations of visitors to this page

 

Geografia (Londrina)

ISSN: 0102-3888

E-ISSN: 2447-1747 

E-mail: revista.geografia.uel@gmail.com