Distribuição Espacial de Depósitos Irregulares de Lixo em Belém: estudo de alguns trechos das margens de bacias urbanas

Diego Andrews Hayden

Resumo


A gestão de resíduos é um tema global de grande relevância na atualidade devido a vários fatores. No Brasil, a questão da disposição do lixo e tratamento de resíduos sólidos ainda está pouco amadurecida e não se encontra equacionada à outras atividades do Estado. O crescimento exponencial da distribuição espacial dos lixões tem como palco privilegiado as metrópoles. Em Belém, a espacialidade dos lixões é diversa e encontram-se por todo o município em terrenos baldios, cantos de ruas e beira de canais. Tal fato é recorrente há anos tornando-se um grande desafio que só poderá ser resoluto através de um amplo rol de cooperação entre o poder público e a sociedade civil com base em políticas públicas e educação ambiental, entre outros. Assim, este trabalho objetiva fomentar o debate sobre a responsabilidade do Estado no que diz respeito à existência e espacialização de depósitos irregulares de lixo urbanos nas margens de canais, situados em zona periférica do município de Belém. Os procedimentos ajudaram a constatar que os depósitos irregulares de lixo se espalham homogeneamente por todos os lados em quantidades diferenciadas, sobretudo de entulho, madeira/podas de árvores e lixo doméstico.

Palavras-chave


Irregular garbage dumps; Watercourse; Solid waste.; Responsibility of the State.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2447-1747.2020v29n2p105

Direitos autorais 2020 GEOGRAFIA (Londrina)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Locations of visitors to this page

 

Geografia (Londrina)

ISSN: 0102-3888

E-ISSN: 2447-1747 

E-mail: revista.geografia.uel@gmail.com