Considerações geográficas sobre o Brasil e os fluxos internacionais de cimento

Leandro Bruno Santos

Resumo


Nos primeiros anos deste século, o Brasil apresentou um forte crescimento da produção e exportação de cimento. Este artigo procura demonstrar as origens e a consolidação do ramo cimenteiro no país, suas principais características de mercado e as trocas internacionais do produto - os maiores produtores, importadores e exportadores mundiais, bem como os principais mercados de importação e exportação de cimento para o Brasil. Os dados secundários foram obtidos a partir de relatórios do Cembureau, do SNIC, do IPEA, da SECEX, entre outros, e a dimensão temporal considerada compreendeu os primeiros anos do século XXI.


Palavras-chave


Produção do espaço, dinâmicas territoriais, mundialização do capital, fluxos internacionais, Brasil, indústria de cimento.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2447-1747.2010v19n1p63

Direitos autorais 2010 GEOGRAFIA (Londrina)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Locations of visitors to this page

 

Geografia (Londrina)

ISSN: 0102-3888

E-ISSN: 2447-1747 

E-mail: revista.geografia.uel@gmail.com