As concepções de currículo e suas implicações no discurso geográfico

Alberto Alexandre Lima de Almeida, Maria da Conceição Lima Vieira

Resumo


O currículo se configura como um dos mais importantes campos de estudo no âmbito educacional. Para além de uma mera seleção de conteúdos, ele se constitui num elemento que impacta o próprio funcionamento da escola, tendo em vista o seu caráter político e pedagógico. Desta forma, este artigo se propõe a discutir, por meio de um estudo bibliográfico, a interface currículo/ensino de Geografia, a partir da análise das diferentes concepções que embasam a teoria do currículo, conforme Costa (1999), Goodson (2008) e Silva (2010), bem como suas implicações na sala de aula de Geografia. Para tanto, revisitamos as principais correntes de pensamento da Geografia, mediante as contribuições de Martins (2011), Oliveira (1994) e Tonini (2006), relacionando-as com o fazer pedagógico dos professores dessa disciplina, e também com a proposta curricular contida nos Parâmetros Curriculares Nacionais.

Palavras-chave


Curriculo; Ensino; Geografia.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2447-1747.2018v27n2p247

Direitos autorais 2018 GEOGRAFIA (Londrina)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Locations of visitors to this page

 

Geografia (Londrina)

ISSN: 0102-3888

E-ISSN: 2447-1747 

E-mail: revista.geografia.uel@gmail.com