Especialização regional produtiva e a atual organização da agricultura no Brasil

Marcio Roberto Toledo

Resumo


A expansão recente da fronteira agrícola no Brasil tem significado um adensamento técnico-informacional do território sob uma nova regulação política comandada majoritariamente por grandes empresas ligadas ao agronegócio. A agricultura, então, passa a ser cada vez mais conduzida por lógicas antes comuns apenas aos outros setores da economia e o imperativo da competitividade apossa-se de todo o circuito produtivo. Neste artigo, buscamos compreender as mudanças ocorridas nas formas de disponibilização de crédito e financiamento para a agricultura e as consequentes transformações nas formas de organização e uso agrícola do território brasileiro, assim como as especializações regionais produtivas conformadas a partir de então. A formação dessas regiões funcionais pode fragilizar o território nacional que se vê a mercê de políticas e interesses forâneos e constituí-se sob uma lógica exógena, portanto, alienadora.

Palavras-chave


Financiamento agrícola; Especialização regional produtiva.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2447-1747.2017v26n2p98

Direitos autorais 2017 GEOGRAFIA (Londrina)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Locations of visitors to this page

 

Geografia (Londrina)

ISSN: 0102-3888

E-ISSN: 2447-1747 

E-mail: revista.geografia.uel@gmail.com