As relações Brasil-Japão e seus reflexos no processo de ocupação do território brasileiro

Paulo Henrique Faria Nunes

Resumo


As relações nipo-brasileiras e o modo como essas influenciaram o processo de ocupação do território brasileiro é o objeto deste texto. Traça-se um paralelo da situação dos países quando houve os primeiros contatos oficiais no final do século XIX com vistas à imigração de japoneses no Brasil. Em seguida, analisa-se a influência da população de origem japonesa e, sobretudo, dos investimentos japoneses no processo de modernização/industrialização brasileiro. O estudo dos investimentos segue uma linha histórica, com ênfase nos altos e baixos motivados pela conjuntura política econômica mundial e nacional. A pesquisa dos investimentos no Brasil permite inferir que o capital japonês teve um papel de maior relevância do que o indivíduo de origem japonesa no processo de ocupação do território brasileiro, ainda que esses investimentos tenham sofrido acentuada queda na década de 1980 e só apresentem significativa revitalização a partir da segunda metade dos anos 1990, com especial destaque do setor automotivo e a expectativa de novos investimentos após o Memorando da TV Digital de junho de 2006.


Palavras-chave


Território; Migração; Investimentos; Brasil; Japão

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2447-1747.2008v17n1p137

Direitos autorais 2010 GEOGRAFIA (Londrina)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Locations of visitors to this page

 

Geografia (Londrina)

ISSN: 0102-3888

E-ISSN: 2447-1747 

E-mail: revista.geografia.uel@gmail.com