Indicadores para avaliação do processo de expansão da pastagem no pantanal de Cáceres/MT

Helibera Capistrano Rita Ramos de Aquino, Edinéia Aparecida dos Santos Galvanin, Sandra Mara Alves da Silva Neves

Resumo


Este trabalho tem como objetivo utilizar indicadores para avaliar o processo de expansão da pastagem no Pantanal de Cáceres-Mato Grosso, no período de 1999 a 2014. Realizou-se uma análise espaço-temporal dos últimos 15 anos, com intervalo de tempo de cinco anos, por meio de imagens do Landsat 5 e Landsat 8. Três classes de uso da terra foram mapeadas: Vegetação Natural Florestal, Pastagem e Savana Arborizada + Savana Gramíneo-Lenhosa. As classes geradas possibilitaram o cálculo dos índices para a determinação de um cenário ambiental na área de estudo. Os indicadores mostraram um aumento crescente da área pastagem, na ordem de 182,34% para o Índice de Ocupação de Pastagem e 23,08% para Índice de Expansão de Pastagem até o ano de 2014 e demonstraram que a supressão da Vegetação Natural Florestal é maior que a supressão da Savana Arborizada + Savana Gramíneo Lenhosa. A oscilação dos índices no período de estudo pode ser atribuída à ocorrência de queimadas, secas, cheias e vazão. Os indicadores apontaram que, apesar da expansão da pastagem, o Pantanal de Cáceres é uma região que apresenta uma dinâmica ambiental complexa, rica e diversificada, o que sugere a necessidade de monitoramento constante para verificação de ações antrópicas que ameaçam seu equilíbrio ambiental.

Palavras-chave


Áreas úmidas; Bioinvasão; Uso da terra.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2447-1747.2018v27n2p99

Direitos autorais 2018 GEOGRAFIA (Londrina)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Locations of visitors to this page

 

Geografia (Londrina)

ISSN: 0102-3888

E-ISSN: 2447-1747 

E-mail: revista.geografia.uel@gmail.com