O processo de territorialização espacialmente descontínuo: uma análise através do setor de transporte aéreo no interior paulista<;b>

Ana Paula Camilo Pereira, Márcio Rogério Silveira

Resumo


O Brasil proporciona condições totalmente favoráveis para o crescimento e desenvolvimento do setor aéreo. Desta forma, este artigo vem demonstrar o desenvolvimento do setor no estado de São Paulo, considerando-o como um processo que engendra a territorialização espacialmente descontínua. Far-se-á um retrospecto evolutivo do transporte aéreo tendo-o como um modal representativo do meio técnico-científico-informacional que corresponde à supressão do espaço pelo tempo e converge para a ligação dos eixos econômicos, justificando assim a inerente importância do setor para economia do país. O processo de territorialização requer múltiplos conceitos como parâmetro de análise, para tanto se compreende o território a partir de autores como Raffestin (1993), Haesbaert (2002 e 2005) e Saquet (2006 e 2007), como correlações essências para o entendimento do território. Em síntese, o território será tomado neste artigo, como elemento da processualidade espaço-temporal que se manifesta através do uso capitalista do território consubstanciado pelo jogo de poder entre os agentes sociais e econômicos. Para tanto, busca-se apresentar o setor aéreo na atualidade, demonstrando sua potencialidade no estado de São Paulo.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2447-1747.2009v18n1p117

Direitos autorais 2009 GEOGRAFIA (Londrina)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Locations of visitors to this page

 

Geografia (Londrina)

ISSN: 0102-3888

E-ISSN: 2447-1747 

E-mail: revista.geografia.uel@gmail.com