A expansão físico-territorial da cidade de Londrina e seu processo de verticalização: 1950-2000

Carlos Cassemiro Casaril

Resumo


Este trabalho teve como principal objetivo analisar a expansão físico-territorial da cidade de Londrina e a espacialização do seu processo de verticalização urbana no período de 1950 a 2000. Apresentando a distribuição espacial dos edifícios de 4 e mais pavimentos, junto a área urbana em cada década estudada. Assim, o problema central foi responder as perguntas onde, como, quando e porque, ocorreram os processos de verticalização e de expansão físico-territorial de Londrina. A distribuição espacial verificada através do mapeamento da expansão físico-territorial e vertical da cidade, totalizou uma área incorporada de 105,43 km2 de sua gênese ao ano 2001 e de 1.559 edifícios construídos com 4 e mais pavimentos de 1950-2000. E essa espacialização permite que pesquisadores, gestores e consultores tenham uma excelente visualização do percurso da expansão da cidade e do mercado imobiliário vertical.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2447-1747.2009v18n1p65

Direitos autorais 2009 GEOGRAFIA (Londrina)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Locations of visitors to this page

 

Geografia (Londrina)

ISSN: 0102-3888

E-ISSN: 2447-1747 

E-mail: revista.geografia.uel@gmail.com