Fragilidade Ambiental e suas Relações com os Compartimentos Geomorfológicos da Bacia do Rio Santa Gertrudes - MG

Natália Cristina Reis de Moraes, Eugênio Guedes de Oliveira, Carlos Alberto Araújo Campos

Resumo


O objetivo deste trabalho foi identificar os compartimentos geomorfológicos e suas relações com o uso e a ocupação do solo na bacia do rio Santa Gertrudes/MG, e propor uma matriz de fragilidade ambiental com indicações de manejo. Para elaboração desta matriz foram levantadas informações locais referentes à geologia, geomorfologia, solos, vegetação, clima e uso e ocupação do solo, manipulação de dados, elaboração de mapas temáticos no software ArcGis® versão 10.1 e visita à campo. As informações obtidas indicam que a bacia do rio Santa Gertrudes apresenta níveis de fragilidade que variam de baixo (1) a alto (3) dependendo do compartimento geomorfológico, o que mostra a necessidade de utilizar práticas sustentáveis de manejo, de forma que os recursos naturais sejam melhor utilizados, respeitando os limites do meio ambiente.

Palavras-chave


Fragilidade Ambiental; Compartimentos Geomorfológicos; Bacia Hidrográfica.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2447-1747.2014v23n2p27

Direitos autorais 2015 GEOGRAFIA (Londrina)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Locations of visitors to this page

 

Geografia (Londrina)

ISSN: 0102-3888

E-ISSN: 2447-1747 

E-mail: revista.geografia.uel@gmail.com