Potencial da Gestão Municipal de Recursos Hídricos nas Bacias Hidrográficas dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí, SP.

Graziele Muniz Miranda

Resumo


No Brasil, a gestão de recursos hídricos é feita por bacia hidrográfica. Os Estados possuem leis referentes à gestão de águas; os comitês de bacia coordenam a gestão entre as autoridades políticas, as coletividades territoriais e os setores usuários; os municípios editam leis de aplicação em escala local e promovem a proteção do meio ambiente. O presente trabalho apresenta um índice do potencial da gestão de recursos hídricos (IPGRH) construído a partir de indicadores ligados à existência de instrumentos e instituições desejáveis à gestão municipal de recursos hídricos segundo a legislação nacional e do estado de São Paulo e propostas presentes na literatura especifica. Sua aplicação permitiu a classificação dos municípios de mais de 100.000 habitantes da bacia hidrográfica Piracicaba, Capivari e Jundiaí segundo o potencial de gestão em três níveis: alto, médio, baixo.


Palavras-chave


Municípios; Bacias hidrográficas; Recursos hídricos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2447-1747.2015v24n1p05

Direitos autorais 2015 GEOGRAFIA (Londrina)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Locations of visitors to this page

 

Geografia (Londrina)

ISSN: 0102-3888

E-ISSN: 2447-1747 

E-mail: revista.geografia.uel@gmail.com