AVALIAÇÃO DA VULNERABILIDADE À PERDA DE SOLOS NA BACIA DO RIO SALOBRA, MS, COM BASE NAS FORMAS DO TERRENO

João Cândido André da Silva Neto

Resumo


A vulnerabilidade da paisagem à perda de solos é entendida como as rupturas desencadeadas pela atuação da sociedade na natureza, caracterizando-se assim, uma nova organização dos fenômenos e dinâmicas nas formas espaciais que se materializam na paisagem. O objetivo deste artigo é definir a vulnerabilidade das formas do terreno à perda de solos, avaliando-se as características morfológicas das curvaturas vertical e horizontal das vertentes e, das formas do terreno. Assim, a partir da análise das vertentes estabeleceu-se uma relação direta com os processos erosivos, no qual se utilizou dados geomorfométricos, derivados de processamentos efetuados em imagens SRTM (Shuttle Radar Topography Mission) do Projeto TOPODATA - INPE, como curvatura horizontal, curvatura vertical e formas do terreno. Portanto, para definição das classes de vulnerabilidade da paisagem à perda de solos, avaliou-se que os fluxos de água concentram-se e aumentam encosta abaixo, ou seja, às partes inferiores das encostas, considerando, os segmentos côncavos, com maior capacidade de transporte de sedimentos. Assim, o processamento dos dados SRTM-TOPODATA, que resultaram nos mapas temáticos, efetivou-se com a utilização o Sistema de Informações Geográficas (SIG) implementados no software SPRING. Os resultados das Formas do Terreno, apesar de serem atributos qualitativos foram passiveis de ponderação, considerando-se que as dinâmicas e intensidades dos processos erosivos estão diretamente ligadas às Formas do Terreno e aos formatos das vertentes, tanto na análise do formato do seu perfil, côncavo, retilíneo e convexo, quanto na análise do direcionamento dos fluxos de escoamento da água, convergente, planar e divergente. Nesse sentido, considerou-se possível atribuir a partir das formas das vertentes e do terreno uma ponderação coerente, que possa ser utilizada como uma variável na análise da vulnerabilidade da paisagem à perda de solos.


Palavras-chave


Curvatura vertical. Curvatura horizontal; Formas do terreno; Processos erosivos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2447-1747.2013v22n1p05

Direitos autorais 2014 GEOGRAFIA (Londrina)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Locations of visitors to this page

 

Geografia (Londrina)

ISSN: 0102-3888

E-ISSN: 2447-1747 

E-mail: revista.geografia.uel@gmail.com