Editorial

Edison Archela

Resumo


Neste segundo número de 2011, contamos com um total de doze trabalhos, sendo que nove deles estão voltados para a temática urbana sob variadas óticas. Iniciamos com uma profunda análise da gestão de resíduos sólidos no município de Rolândia (PR), onde além do diagnóstico da geração e destinação dos resíduos, são propostas alternativas para a melhor gestão; inclusive para outros municípios. Também localizada no norte paranaense, a cidade de Jaguapitã, por sua vez, foi palco da implementação de projetos voltados ao desenvolvimento social, cujos frutos são muito bem relatados no artigo “Desenvolvimento municipal em Jaguapitã...”. De Itabaiana, na região central de Sergipe, nos é apresentado um estudo focando a representação do fluxo de energia e as interações humanas em seu cinturão verde. Para tanto, foram estudadas as propriedades patrimoniais, a sustentabilidade, produtividade, estabilidade, equidade e autonomia da população local. Do Nordeste para o Norte do Brasil, agora entramos num clima bucólico de um belo relato histórico-geográfico de gênese e evolução de dois pequenos núcleos urbanos, São Judas e Cravo, no nordeste do Pará. Voltando ao sul do país, da cidade de Lajeado (RS) nos é apresentado os três últimos planos diretores de urbanização daquele município. Os autores o fazem através de uma evolução histórica, sem se descuidar da influência político-ideológica local dominante. Em outro artigo, por sua vez, o município de Registro, no sudeste paulista, é retratado através de sua  história, intimamente ligada à teicultura e à imigração japonesa; cujo ambiente cultural é desvendado através de pesquisa documental e entrevistas em campo. Outro artigo, confrontando os dados estatísticos do trabalho infanto-juvenil com a evasão escolar, na Região Metropolitana de Londrina, revela uma realidade preocupante, não só para Londrina, mas para a realidade vivenciada na maioria das cidades brasileiras. Ainda em Londrina, agora sob foco turístico-ambiental, temos outro trabalho que nos apresenta a implementação de uma trilha urbana aliando atividades de lazer, esporte e educação ambiental. Finalizando a temática urbana, o trabalho “Desenvolvimento e arranjos produtivos locais...” nos apresenta uma avaliação crítica considerando dois eixos principais: a evolução da noção de desenvolvimento em direção à crescente “territorialização” e a abordagem de Arranjos Produtivos Locais. O artigo “O potencial de erosão de uma bacia hidrográfica...” nos trás importante contribuição na temática ambiental. Visando a recuperação e otimização do uso do solo na bacia hidrográfica do rio Taquara (região norte do Paraná), é feita uma análise da susceptibilidade à erosão por intermédio de geoprocessamento com aplicação da Equação Universal de Perda de Solos. Ainda nessa temática, no artigo “Núcleo de desertificação de Gilbués (PI)...” é apresentada a problemática dos processos de desertificação em solo brasileiro, enfocando o caso de Gilbués, no sudoeste do Piauí. As causas e as possíveis intervenções são objeto de investigação e debate neste trabalho. Finalizando o elenco de artigos desta edição, na temática de Ensino, temos uma contribuição enfocando o trabalho prático de campo como alternativa factível para a melhora do aprendizado com o despertar de interesse do aluno. Vale a pena conferir!

Edison Archela
Editor


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2447-1747.2011v20n2p1

Direitos autorais 2012 GEOGRAFIA (Londrina)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Locations of visitors to this page

 

Geografia (Londrina)

ISSN: 0102-3888

E-ISSN: 2447-1747 

E-mail: revista.geografia.uel@gmail.com