A DEGRADAÇÃO DA CASA E DO CORPO EM CONFINAMENTO NO CONTO HOLOCAUSTO, DE CAIO FERNANDO ABREU

Ana Cristina Marinho, Gabriela de Souza Arruda

Resumo


Neste artigo analisamos o conto “Holocausto”, do escritor Caio Fernando Abreu, publicado no livro Pedras de Calcutá, em 1977, período conhecido no Brasil como “anos de chumbo” da ditadura militar. A proposta é observar, neste conto, a relação entre as categorias literárias “narrador” e “espaço”, tomando como base os conceitos deheterotopia (Foucault - 1967), e trauma (Ginzburg - 2000 e Seligmann-Silva- 2008). A experiência de confinamento se desenvolve a partir da crescente degradação da casa e do corpo, constituindo um uso estrutural do espaço na narrativa, aspecto também explorado na análise.


Palavras-chave


Caio Fernando Abreu; espaço narrativo; Pedras de Calcutá; ditadura civil militar brasileira.

Texto completo:

PDF

Referências


ABREU, Caio Fernando. Pedras de Calcutá. São Paulo: Companhia das letras, 1996.

____________________. Ovelhas Negras. Porto Alegre: Editora Sulina, 1995.

BECKER, Annette. “Extermínios: O corpo e os campos de concentração.” In: CORBIN, Alain; COURTINE, Jean-Jacques; VIGARELLO, Georges (ORGs). História do corpo 3: As mutações do olhar. O século XX. Rio de Janeiro: Vozes, 2008.

BENJAMIN, Walter. “O Narrador”. In: Magia e técnica, arte e política: ensaios sobre literatura e história da cultura. São Paulo: Brasiliense, 1994.

_______________. “Experiência e Pobreza”. In: Magia e técnica, arte e política: ensaios sobre literatura e história da cultura. São Paulo: Brasiliense, 1994.

CANDIDO, Antonio. A nova narrativa. A Educação pela Noite & Outros Ensaios. São Paulo: editora Ática, 2000.

FOUCAULT, Michel. De outros espaços. Disponível em: http://www.virose.pt/vector/periferia/foucault_pt.html. Acesso em 15/02/2014.

GINZBURG, Jaime. Autoritarismo e literatura: ahistória como trauma. Vidya.Santa Maria: Centro Universitário Franciscano, v. 19, n. 33, 2000, p. 43-52.

SELIGMANN-SILVA, Márcio. História como Trauma. M. Seligmann-Silva e A. Nestrovski (org.) Catástrofe e Representação. São Paulo: Escuta, 2000.

________________________. Narrar o trauma - A questão dos Testemunhos de Catástrofes Históricas”. Psic. Clin., Rio de Janeiro, vol.20, nº1, 2008, p. 65 - 82.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Estação Literária
Londrina/ PR
ISSN: 1983-1048
E-mail: estacaoliteraria@uel.br