O animal fabular “O cachorro canibal”, de José J. Veiga

Elzimar Fernanda Nunes Ribeiro

Resumo


Este artigo investiga a presença do animal fabular em “O cachorro canibal”, de José J. Veiga. O texto foi publicado originalmente na coletânea "A estranha máquina extraviada", de 1968, época em que o Brasil era governado por um opressivo governo ditatorial. Entretanto, a análise evita se restringir a uma leitura alegórica ao evidenciar várias camadas de sentido que constituem essa breve narrativa.

Palavras-chave


Fábula contemporânea; Simbolismo animal; Imaginário.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Estação Literária
Londrina/ PR
ISSN: 1983-1048
E-mail: estacaoliteraria@uel.br