Consciência ecológica em "Tapiiraiauara", de Guimarães Rosa

Alexandre Vilas Boas da Silva, Anderson Teixeira Rolim

Resumo


A obra de João Guimarães Rosa é povoada por variada fauna. A caracterização singular que a assinala é resultado dos exercícios descritivos do autor, como se verifica em <i>Ave, palavra</i> (1970). De modo geral, a representação dos animais na obra rosiana segue duas possibilidades: protagonismo e utilitarismo. Tanto num quanto noutro, a afeição pelos animais é manifesta. A partir desse cenário, o presente artigo objetiva observar a construção do discurso ecológico na obra rosiana, através da atitude estratégica do narradorpersonagem do conto "Tapiiraiauara", de <i>Tutameia</i> (1967). Encerra reafirmando a intimidade e a empatia da obra com os animais.

Palavras-chave


Animais; Conto; Representação; Ecologia.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Estação Literária
Londrina/ PR
ISSN: 1983-1048
E-mail: estacaoliteraria@uel.br