Vidas irmanadas: uma arqueologia

Vivian Catarina Dias

Resumo


Neste artigo traçamos uma arqueologia de estudos darwinianos como a filiação comum das espécies e o fato de que a diferença entre humanos e não humanos reside numa questão de grau, e não da natureza. Consoante o filósofo Peter Singer, um dos expoentes do Animal Studies, surgido na década de 1970, essas concepções produziram uma revolução no campo intelectual. Dessa forma, analisamos A expressão das emoções no homem e nos animais, publicada em 1872 por Charles Darwin, delineando sua abrangência conceitual, a relação com as artes e a analogia entre a vida emocional de animais humanos e não humanos.

 


Palavras-chave


Darwin; Humanos e não humanos; Estudos animais; Ética.

Texto completo:

PDF

Referências


ADES, Cesar. Darwin, instinto e mente. Revista Pesquisa FAPESP, n. 157, p. 44-45, mar. 2009.

ARSUAGA, Jose Luis. La importancia de Darwin. Disponível em:

. Acesso em: 20 jan. 2016.

AUERBACH, Erich. Mimesis: a representação da realidade na literatura ocidental. Trad. Vários. São Paulo: Perspectiva, 2001.

BIGNARDI, Cristina. L'espressione delle emozioni all'origine della teoria warburghiana sul simbolo estetico. Parol Quaderni d´arte e di epistemologia. Parol online, luglio 1998. Disponível em: . Acesso em: 15 ago. 2015.

BOYD, Bryan. Nabokv & Machado. Revista Serrote, n. 11, p. 37-57, jul. 2012.

BRACINHA, António Vieira. Etologia e ciências humanas. Lisboa: Imprensa Nacional; Casa da Moeda, 1983.

BROWNE, Janet. Charles Darwin: o poder do lugar. Trad. Otacílio Nunes. São Paulo: Aracati; Editora UNESP, 2011a.

______. Charles Darwin: viajando. Trad. Gerson Yamagami. São Paulo: Aracati; Editora UNESP, 2011b.

COETZEE, J. M. A vida dos animais. Trad. José Rubens Siqueira. São Paulo: Companhia das Letras, 2002.

DARWIN, Charles. A expressão das emoções no homem e nos animais. Trad. Leon de Souza Lobo Garcia. São Paulo: Companhia das Letras, 2000 [1872]. Londrina, Volume 17, p.8-27, jul. 2016

______. A origem das espécies. Trad. Eugênio Amado. São Paulo; Belo Horizonte: Edusp; Itatiaia, 1985 [1859].

______. A origem do homem e a seleção sexual. Trad. Susana A. M. Varela. Lisboa: Relógio D´Água, 2009a [1871].

______. A viagem do Beagle: viagem de um naturalista à volta do mundo. Trad. Diniz Lopes e Miguel Serras Pereira. Lisboa: Relógio D´Água Editores, 2009b [1839].

______. Autobiografia, 1809-1882. Trad. Vera Ribeiro. Rio de Janeiro: Contraponto, 2000 [1882].

______. Origens: cartas seletas de Charles Darwin, 1822-1859; editadas por Frederick Burkhardt; prefácio de Stephen Jay Gould. Trad. Vera Ribeiro e Alzira Vieira Allegro. São Paulo: Editora da UNESP, 2009c.

______. Origens: cartas seletas de Charles Darwin, 1860-1870; editadas por Frederick Burkhardt, Samantha Evans, Alison Pern; prefácio Sir David Attenborough. Trad. Alzira Vieira Allegro. São Paulo: Editora da UNESP, 2009d.

DESMOND, Adrian; MOORE, James. A causa sagrada de Darwin: raça, escravidão e a busca pelas origens da humanidade. Trad. Dinah Azevedo. Rio de Janeiro: Record, 2009.

DIAS, Vivian Catarina. A teoria darwiniana e o desassombramento do monstruoso. 2013. Disponível em: . Acesso em: 13 jan.

DIDI-HUBERMAN, Georges. Destinos do evolucionismo, heterocronias. In: ______. A imagem sobrevivente: história da arte e tempo dos fantasmas segundo Aby Warburg. Trad. Vera Ribeiro. Rio de Janeiro: Contraponto, 2013.

______. Gestos memorativos, deslocados, reversivos: Warburg com Darwin. In: ______. A imagem sobrevivente: história da arte e tempo dos fantasmas segundo Aby Warburg. Trad. Vera Ribeiro. Rio de Janeiro: Contraponto, 2013, p. 193-212.

FERNÁNDEZ-ARMESTO, Felipe. Então você pensa que é humano? Uma breve história da humanidade. Trad. Rosaura Eichemberg. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

FRANCIONE, Gary L. Introdução aos direitos dos animais: seu filho ou o cachorro? Trad. Regina Rheda. Campinas: Unicamp, 2013.

FREUD, Sigmund. Uma dificuldade da psicanálise. In: ______. Obras Completas – volume 14. Tradução e notas Paulo César Souza. São Paulo: Companhia das Letras, 2010. Londrina, Volume 17, p.8-27, jul. 2016

GOODALL, Jane. A importância de Darwin. . Acesso em: 13 jul. 2015.

______. Uma janela para a vida: 30 anos com os chimpanzés da Tanzânia. Trad. Eduardo Francisco Alves. Rio de Janeiro: Jorge Zahar.

GOULD, Stephen Jay. Darwin e os grandes enigmas da vida. Trad. Maria Elizabeth Martinez. São Paulo: Martins Fontes 1999.

GRAY, John. Cachorros de palha. Trad. Maria Lucia de Oliveira. Rio de Janeiro: Record, 2007.

HEINE, Heinrich. Viagem ao Harz: da obra Reisebilder (Quadros de viagem). Trad. Maurício Mendonça Cardozo. São Paulo: Editora 34, 2013.

JONES, Steve. A ilha de Darwin. Trad. Janaína Castilho. Rio de Janeiro: Record, 2009.

KING, Barbara J. Quando os animais incorporam o luto. Scientific American Brasil, Edição especial, n. 56, Vida animal, p. 19, dez./jan. de 2014.

LESSING, G. E. Laocoonte ou sobre as fronteiras da pintura e da poesia: com esclarecimentos ocasionais sobre diferentes pontos da história da arte. Tradução, introdução e notas Márcio Seligmann-Silva. São Paulo: Iluminuras, 2011.

LESTEL, Dominique. As origens animais da cultura. Trad. Maria João Batalha Reis.

Lisboa: Instituto Piaget, 2002.

LIBERTAÇÃO ANIMAL. Edição Especial Vida Animal, Scientific American Brasil edição 56, dez./jan., 2014.

LORENZ, Konrad. Fundamentos da etologia. Trad. Pedro Mello Cruz e Carlos Alberts. São Paulo: UNESP, 1995.

MASSON, Jeffrey Moussaieff; McCARTHY, Susan. Quando os elefantes choram: a vida emocional dos animais. Trad. Sirley Marques Bonham. São Paulo: Geração Editorial,

MAYR, Ernst. Uma ampla discussão: Charles Darwin e a Gênese do pensamento evolutivo moderno. Trad. Antonio Bandouk. Ribeirão Preto, SP: FUNPEC, 2006.

MITHEN, Steven. A pré-história da mente: uma busca das origens da arte, da religião e da ciência. Trad. Laura Cardellini Barbosa de Oliveira. São Paulo: Editora UNESP, 2002.

PIEVANI, Telmo. Introdução à filosofia da biologia. Trad. Silvana Cobucci Leite. São Paulo: Edições Loyola, 2010. Londrina, Volume 17, p.8-27, jul. 2016

RIDDLEY, Matt. O que nos faz humanos. Trad. Ryta Vinagre. Rio de Janeiro: Record, 2013.

ROSE, Michael. O espectro de Darwin: a teoria da evolução e suas implicações no mundo moderno. Trad. Vera Ribeiro. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2000.

SINGER, Peter. Ética Prática. Trad. Álvaro Augusto Fernandes. Lisboa: Gradiva, 1993.

______. Libertação animal. Trad. Marly Winckler e Marcelo Brandao Cipolla. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2010.

SMUTS, Barbara. Reflexões. In: COETZEE, J. M. A vida dos animais. Trad. José Rubens Siqueira. São Paulo: Companhia das Letras, 2002.

STANFORD, Craig. Como nos tornamos humanos: um estudo da evolução da espécie humana. Trad. Regina Lyra. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.

VIEIRA, António Bracinha. Etologia e ciências humanas. Lisboa: Imprensa Nacional – Casa da Moeda, 1983.

WAAL, Franz de. A era da empatia. Trad. Rejane Rubino. São Paulo: Companhia das Letras, 2010.

______. Eu, primata. Trad. Laura Teixeira Motta. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

WARBURG, Aby. Histórias de fantasmas para gente grande – escritos, esboços e conferências. Trad. Lenin Bicudo Bárbara. São Paulo: Companhia das Letras, 2015.

WILSON, David Sloan. A Evolução para todos: como a teoria de Darwin pode mudar a nossa forma de pensar na vida. Trad. Ana Falcão Bastos e Luís Leitão. Lisboa: Gradiva, 2009.

WILSON, Edward O. A conquista social da Terra. Trad. Ivo Korytowski. São Paulo: Companhia das Letras, 2013.

______. A unidade do conhecimento – Consiliência. Trad. Ivo Korytovski. Rio de Janeiro: Campus, 1999.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Estação Literária
Londrina/ PR
ISSN: 1983-1048
E-mail: estacaoliteraria@uel.br