O teatro de Dea Loher, um campo de tensão estética

Júlia Mara Moscardini Miguel

Resumo


O teatro da dramaturga alemã contemporânea, Dea Loher, destaca-se por uma hibridização de estéticas teatrais, a começar pelos efeitos de distanciamento brechtianos, até mesmo recursos da fragmentação advindos do Teatro do Absurdo, porém não abdicando da tradição da fábula e priorizando o ideal político de esclarecimento das massas. Os efeitos estéticos encontrados em suas peças são passíveis de análise a partir da teoria de Jean-Pierre Sarrazac ao observar o fenômeno dramatúrgico contemporâneo. Ele aponta para a predominância de um mosaico estético ligado à manutenção do enredo, este por sua vez, desvencilhado da ideia de continuidade dramática.


Palavras-chave


Teatro contemporâneo; Dea Loher; Mosaico de estéticas; Hibridização.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Estação Literária
Londrina/ PR
ISSN: 1983-1048
E-mail: estacaoliteraria@uel.br