O amor originário na poesia de Max Martins

Natália Lima Ribeiro, Antônio Máximo Ferraz

Resumo


Este trabalho propõe a interpretação do Amor como caminho para o questionamento do Ser na obra Poemas Reunidos 1952-2001, de Max Martins. A experiência do Amor originário é a travessia para o próprio. Sendo assim, o Amor não cabe em um conceito, vindo a constituir, ao contrário, a dimensão em que o Ser se dá em sua plenitude. Max Martins concebe a experiência do Amor como experiência-limite do abismo em que homem ontologicamente já está desde sempre lançado. Neste trabalho, propõe-se um diálogo da poesia de Max Martins com pensadores como Martin Heidegger, Octávio Paz, Platão e George Bataille. 


Palavras-chave


Amor; Questionar; Max Martins.

Texto completo:

PDF

Referências


BARBOSA, Thiago de Melo. A voz do silêncio na obra de Max Martins. 2014. 150 f. Dissertação. (Mestrado em Letras – Estudos Literários) em Letras, Universidade Federal do Pará, Belém-PA.

BATAILLE, George. O erotismo. Tradução de Antônio Carlos Viana. Porto Alegre: L&PM, 1989.

CASTRO, Manuel Antônio de. Arte: o humano e o destino. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 2011.

FERRAZ, Antônio Máximo. O que é uma questão? Revista Litteris – Ciências Humanas – Filosofia, n. 6, Niterói, RJ: UFF – Universidade Federal Fluminense, 2010.

HEIDEGGER, Martin. Ser e tempo. Campinas, SP: Editora da Unicamp; Petropólis, RJ: Editora Vozes, 2012

MARTINS, Max. Poemas reunidos, 1952 — 2001. Belém: Editora da Universidade do Pará/EDUFPA, 2001.

PLATÃO. Fedro. Tradução Carlos Alberto Nunes. 3. ed. Belém: ed. UFPA, 2011.

________. O banquete. Tradução Carlos Alberto Nunes. 3. ed. Belém: ed. UFPA, 2011.

QUEIROZ, José Francisco da Silva. Por uma história da recepção de Max Martins. 2012. 233 f. Dissertação. (Mestrado em Letras – Estudos Literários). Universidade Federal do Pará, Belém-PA.

PAZ, Octávio. A dupla chama: amor e erotismo. Tradução Wladyr Dupont. São Paulo: Siciliano, 1994.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Estação Literária
Londrina/ PR
ISSN: 1983-1048
E-mail: estacaoliteraria@uel.br