Cecília Meireles e a crônica de viagem: Roteiro para turistas aprendizes

Karla Renata Mendes, Raquel Illescas Bueno

Resumo


Cecília Meireles é um dos nomes de maior importância de nossa poesia nacional. Atualmente, cada vez mais leitores, críticos e pesquisadores, descobrem também em Cecília uma exímia cronista. Seus textos, escritos para periódicos entre os anos de 1930 e 1964, apenas recentemente começaram a ser publicados e conhecidos por um público mais expressivo. A crônica “Por falar em turismo”, aqui analisada, insere-se na categoria de crônicas de viagem e contrapõe o turismo em Portugal ao turismo no Brasil, constatando alguns pontos negativos no tratamento brasileiro a seus turistas.


Palavras-chave


Cecília Meireles; Crônica; Turismo.

Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, Silvana Miceli de. Artifício e autenticidade: o turismo como experiência antropológica. In: JÚNIOR, Álvaro Banducci; BARRETO, Margarida (orgs). Turismo e identidade local: uma visão antropológica. Campinas: Papirus, 2001.

FIGUEIREDO, Silvio Lima; RUSCHMANN, Doris Van de Meene. Estudo genealógico das viagens, dos viajantes e dos turistas. In: Novos cadernos-NAEA, v. 7, n. 1, p. 155-188, jun. 2004.

MEIRELES, Cecília. Crônicas de viagem (vol. 2). Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1999.

________. Crônicas de viagem (vol. 3). Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1999.

________. Crônicas de Educação (vol. 5). Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2001.

________. Três Marias de Cecília. Marco Antonio Moraes (org). São Paulo: Moderna, 2006.

________. Episódio humano. Rio de Janeiro: Desiderata; Batel, 2007.

MONTANARI, Massimo. Comida como cultura. São Paulo: Senac São Paulo, 2008.

OLIVEIRA, Simão Pedro Ravara de. A importância da gastronomia na deslocação de visitantes: estudo de caso (Dissertação de Mestrado). Aveiro: Universidade de Aveiro, 2008.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Estação Literária
Londrina/ PR
ISSN: 1983-1048
E-mail: estacaoliteraria@uel.br