Rubem Braga e Cecília Meireles, cronistas-líricos em Paris

Luís Antônio Contatori Romano

Resumo


Parte-se do conceito de crônica, como gênero textual com afinidades com a poesia e o conto, para analisar, comparativamente, produções de Rubem Braga e de Cecília Meireles, todas elas ambientadas em Paris. Em seguida, essas crônicas são discutidas no contexto da Literatura de viagens contemporânea.


Palavras-chave


Crônica; Literatura de viagem; Rubem Braga; Cecília Meireles.

Texto completo:

PDF

Referências


ARRIGUCCI JR., Davi. Braga de novo por aqui. In: Os Melhores contos de Rubem Braga. 8 ed. São Paulo: Global, 1998.

BANDEIRA, Manuel. Estrela da vida inteira. 8 ed. Rio de Janeiro: Livraria José Olympio Editora, 1980.

BRAGA, Rubem. A borboleta amarela. 5 ed. Rio de Janeiro: Record, 1980.

________. Os melhores contos. 8 ed. São Paulo: Global, 1998.

________. Retratos parisienses. Introdução e Organização de Augusto Massi. Rio de Janeiro: José Olympio, 2012.

CRISTÓVÂO, Fernando. Para uma teoria da literatura de viagens. In: Condicionantes culturais da literatura de viagens. Coimbra: Almedina, 2002.

HATOUM, Milton. Dois poetas da província. In: A cidade ilhada. São Paulo: Companhia das Letras, 2009.

MEIRELES, Cecília. Crônicas de viagem 1. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1998.

________. Crônicas de viagem 2. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1999.

MELLO E SOUZA, Antonio Candido de. A Vida ao rés-do-chão. In: Recortes. São Paulo: Nova Fronteira, 1996.

MOISÉS, Massaud. Dicionário de termos literários. 5 ed. São Paulo: Cultrix, 1988.

ONFRAY, Michel. Teoria da viagem. Tradução: Paulo Neves. Porto Alegre: L&PM Editores, 2009.

SÁ, Jorge de. A crônica. 6 ed. Série Princípios. São Paulo: Ática, 2007.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Estação Literária
Londrina/ PR
ISSN: 1983-1048
E-mail: estacaoliteraria@uel.br