A obra cronística de Carlos Drummond de Andrade: Impressões e visões sobre a sociedade, a cultura e o cotidiano brasileiro

Ricardo André Ferreira Martins

Resumo


A crônica, ao longo da história do campo literário brasileiro, tem sido o gênero privilegiado por muitos escritores e poetas como instrumento para alcançar mais facilmente a opinião pública. Contudo, nas mãos de alguns escritores em particular, como Carlos Drummond de Andrade, ela serviu para capturar bem mais que o cotidiano pessoal de um escritor. Na obra cronística de Drummond, como ao longo de toda a sua atividade jornalística, o poeta mineiro conseguiu visualizar a sociedade, a cultura e cotidiano brasileiro como poucos, fazendo da crônica o espaço adequado para o encontro do escritor erudito com o público médio. E, para além disso, realizar uma verdadeira fotografia de nossos hábitos, valores, história, práticas e modos de ser tipicamente brasileiros.


Palavras-chave


Crônica; Sociedade; Cultura; Jornalismo.

Texto completo:

PDF

Referências


ACHCAR, Francisco. Carlos Drummond de Andrade. São Paulo: Publifolha, 2000.

ANDRADE, Carlos Drummond de. Poesia e prosa. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1983.

________. Os dias lindos. Rio de Janeiro: J. Olympio, 1977.

________. 70 historinhas. Rio de Janeiro: J. Olympio, 1978.

________. Crônica das favelas cariocas. Rio de Janeiro: edição particular, 1981.

________. Contos plausíveis. Rio de Janeiro: J. Olympio; Editora JB, 1981.

________. O pipoqueiro da esquina. Rio de Janeiro: Codecri, 1981.

________. Boca de luar. Rio de Janeiro: Record, 1984.

________. Crônicas de 1930/1934. Belo Horizonte: Revista do Arquivo Público Mineiro, 1984.

________. História de dois amores. Rio de Janeiro: Record, 1985.

________. Moça deitada na grama. Rio de Janeiro: Record, 1987.

________. O avesso das coisas. Rio de Janeiro: Record, 1987.

________. Autorretrato e outras crônicas. Seleção Fernando Py. R. de Janeiro: Record, 1989.

________. O sorvete e outras histórias. São Paulo: Ática, 1993.

________. Criança dagora é fogo. Rio de Janeiro: Record, 1996.

________. Vó caiu na piscina. Rio de Janeiro: Record, 1996.

________. Quando é dia de futebol. Rio de Janeiro:

Record, 2002.

CANÇADO, J. M. Os sapatos de Orfeu: biografia de Carlos Drummond de Andrade. São Paulo: Globo, 2006.

CURY, M. Z. F. Horizontes modernistas: o jovem Drummond e seu grupo em papel jornal. Belo Horizonte: Autêntica, 1998.

FROTA, Lélia Coelho; SANTIAGO, Silviano. Carlos e Mário: correspondência de Carlos Drummond de Andrade – inédita – e Mário de Andrade. Rio de Janeiro: Bemte- vi Produções Literárias, 2002.

IMPRENSA OFICIAL DO ESTADO DE MINAS GERAIS. Minas gerais: suplemento literário. Belo Horizonte, v. 11, edições 485-535, 1976, p. 10.

OLINTO, Antonio. Jornalismo e literatura. Rio de Janeiro: Edições de Ouro, 1968.

PONTES, Matheus de Mesquita e. Jornalismo e história nas crônicas de Carlos Drummond de Andrade: 1930-1950. OPSIS - Revista do NIESC, Catalão, vol. 4, n. 1, jan/jun, p. 84- 93.

PY, Fernando. Bibliografia comentada de Carlos Drummond de Andrade (1918-1934). 2 ed. Rio de Janeiro: Edições Casa de Rui Barbosa, 2002.

TRAVANCAS, Isabel. Drummond na imprensa: algumas crônicas das décadas de 1940 e 1950. INTERCOM - Revista Brasileira de Ciências da Comunicação. São Paulo, v. 31, n. 2, jul/dez, 2008, p. 123-138.

________. O mundo dos jornalistas. 3 ed. São Paulo: Summus Editorial, 1993.

________. O livro no jornal. São Paulo: Ateliê Editorial, 2001.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Estação Literária
Londrina/ PR
ISSN: 1983-1048
E-mail: estacaoliteraria@uel.br